DestaquesSociedade

Últimas 24 horas sem registo de óbito

Angola, ao contrário dos últimos dias, não registou nenhuma morte de Covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo assim os 275 óbitos desde o surgimento dos primeiros casos positivos do novo coronavírus no país.

Ontem, mais 195 pessoas foram infectadas com o vírus, sendo 157 na província de Luanda, 24 em Benguela, 13 em Cabinda e um no Huambo, com idades entre um a 75 anos. O país contabiliza agora 10.269 casos confirmados.

As localidades mais afectadas em Luanda são Cazenga, Viana, Belas, Kilamba Kiaxi, Ingombota, Cacuaco, Sambizanga, Rangel, Talatona e Maianga.
No encontro com os jornalistas, Franco Mufinda destacou ainda que 43 pessoas foram recuperadas, nas últimas 24 horas, com idades entre 22 e 57 anos, todos residentes em  Luanda. O cumulativo de cidadãos livres da doença é agora de 3.736.

Dos 10.269 casos notificados até à data, há 6.258 pessoas activas, dos quais 17 em estado crítico (0,3%), 31 em estado grave (0,5%), 145 moderados (2,3%), 416 leves (6,6%) e 5.649 assintomáticos (90.3%). Estão internados nas unidades de tratamento 609 pessoas.
Nas últimas 24 horas, foram processadas 1.887 amostras por RT-PCR (195 positivas e 1.692 negativas), com uma taxa de positividade de 10,3%. O total de amostras processadas por RT-PCR é de 152.801, sendo 10.269 positivas e 142.532 negativas, com uma taxa de positividade de 6,7%.

Quanto às altas de quarentena institucional, informou, foram 54, sendo 50 no Cunene e quatro na Huíla. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 133 chamadas com pedidos de informações sobre a pandemia.
A Equipa de Saúde Mental e Intervenção Psicossocial assistiu 336 pessoas (225 utentes e 111 técnicos), 56 famílias dos utentes e 81 pessoas através da Linha de Apoio Psicológico.
O secretário de Estado lembrou, igualmente, que os laboratórios públicos para testes de Covid-19, com destaque para o da Zona Económica Especial (ZEE), estão abertos todos os dias, incluindo os feriados, para quem quer saber o estado serológico. (Jornal de Angola)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker