ServiçosSociedade

Lubanguenses pagam 800 Kz/mês para a recolha de lixo

A Administração Municipal do lubango deu início na Terça-feira, 12, de forma experimental, ao programa de recolha de resíduos sólidos porta-a-porta, em algumas zonas periurbanas da capital huilana

O serviço que está a ser executado pela Administração Municipal do Lubango, em parceria com alguns empreendedores da cidade, com vista a assegurar o saneamento básico da urbe, leva cada cidadão abrangido a desembolsar 800 Kwanzas por mês, à razão de 200 Kwanzas por semana. Segundo apurou este jornal, para a execução deste serviço de recolha de lixo, a Administração Municipal do Lubango dispõe de 24 motorizadas de três rodas distribuídas em três grupos que poderão percorrer os 13 bairros da cidade.

Numa primeira fase, a experimental, estes estão a ser aplicados nos bairros Hélder Neto, Agostinho Neto, Bula Matady, Benfica, Santo António, Machiqueira, arredores da cidade do Lubango, com a possibilidade de vir a ser estendido para os demais. Entretanto, o administrador municipal adjunto para a área técnica e infra-estruturas, Orlando Brás, explicou que as razões que levaram à escolha destes bairros prendem-se com o facto de as vias de acesso facilitarem o processo. “É uma actividade que está numa fase experimental iniciada praticamente há 15 dias.

Numa primeira fase estamos a trabalhar nos bairros adjacentes ao casco urbano, sobretudo aqueles cujas estradas permitem que os meios possam realizar os trabalhos sem sobressaltos”, disse. O serviço vai proporcionar, segundo aquele governante, muitos benefícios no que toca à saúde preventiva. Para se ter acesso a estes serviços, os moradores destes bairros, poderão contactar as administrações dos bairros ou contactar directamente os operadores de recolha.

Moradores destacam benefícios

Nesta primeira fase, o serviço de recolha de lixo porta-a-porta abrange cerca de 500 beneficiários dos bairros supra-mencionados. A redução dos amontoados de resíduos sólidos e a melhoria da imagem dos referidos bairros da cidade do Lubango são apontados pelos moradores como um dos benefícios deste serviço. Domingas Garcia aponta que houve uma redução da distância que percorriam para depositar o lixo. “É um bom serviço, está-nos a ajudar muito porque até à data o lixo era depositado só no período nocturno, o que constituía um risco.

Agora, eles passam todas as manhãs, pagas o serviço, passam- te uma factura que comprova o pagamento e está feito”, conta. Por seu lado, Juciana King, do bairro Santo António, disse que uma das vantagens deste serviço é a geração de empregos para a juventude. “A propagação de moscas, que causam doenças, vai reduzir com estes serviços, porque eles vêm, batem a porta e levam o lixo. E se tem pessoas que podem fazer esse trabalho, reduz-se também o desemprego. Por isso, é bom”, defende. (O País)

Por: João Katombela | Huíla

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close