ÁfricaCabo VerdeDestaquesSociedadeTelecomunicações

Cabo Verde: Incêndio na CV Telecom cria problemas nos serviços de comunicação

Devido a um incêndio na sala de rectificadores da Cabo Verde Telecom na cidade da Praia, ocorrido na noite de sábado (11/07) que paralisou completamente todos os serviços da empresa de telecomunicações, as comunicações em Cabo Verde foram seriamente afectadas durante o fim-de-semana e ainda continuam condicionadas.

Os serviços de Internet, telemóvel e da rede fixa, continuam perturbados, bem como as operações da rede vinti4, a nível nacional.

Até o princípio da tarde desta segunda-feira (13/07) funcionavamsomente a Internet e rede móvel da operadora UnitelT+, as comunicações de voz e de dados da  CV Móvel, ainda não funcionavam.

A internet fixa e o telefone fixo da CVT operavam algumas perturbações.

Em declarações à rádio pública, o director de engenharia e de investimentos da CV Telecom, José Abu-Raya, explicou que os técnicos estão a envidar esforços, para que os serviços de comunicações em Cabo Verde sejam repostos ao longo desta segunda-feira (13/07).

nos estamos num plano de emergência, de reposição, já recorremos a outros equipamentos, que temos aqui nos armazéns…já retomamos a parte parte de comunicações Internet internacional, foi a primeira, inicialmente a Unitel já inha serviços só na Praia e com esse restabelecimento, conseguimos sair para o internacional, temos Internet e estamos num plano de contingência para restabelecer os serviços”.

Os problemas de comunicação afectaram também os pagamentos com os cartões multibanco e os serviços de televisão por assinatura e da televisão Digital Terreste.

O responsável explicou que foram colocados em funcionamento equipamentos alternativos, montados com o apoio de militares, o que permitiu restabelecer, progressivamente, os serviços de Internet prestados pelos operadores, inicialmente através da Unitel T+.

Cabo Verde fechou 2019 com 595.681 cartões SIM activos (para uma população de quase 600.000 pessoas), distribuídos entre as duas operadoras de telecomunicações móveis, que operam no arquipélago – CV Móvel e Unitel T+ – de acordo com dados da Agência Reguladora Multissetorial da Economia – ARME.

Trata-se de uma taxa de penetração de 108% – para um país cuja população ronda as 550 mil pessoas -, mas uma quebra de 2% face ao final de 2018.

Entre todas as formas de subscrição de Internet, o ano de 2019 fechou com um total de 438.645 assinantes do serviço, uma quebra de 0,8% face a 2018, correspondente a uma taxa de penetração nacional de 80%, de acordo com os dados da ARME. (RFI)

 Por: RFI Odair Santos
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker