ÁfricaCoronavírus-Covid19DestaquesSociedade

África do Sul atinge 37.525 casos de covid-19

A África do Sul anunciou esta quarta-feira 1.723 novos casos de covid-19 e 37 novos óbitos de um total de 37.525 infeções acumuladas, em todo o país, desde março passado.

Os 37 novos óbitos, que elevaram o total geral para 792, estão repartidos em 29 na província do Cabo Ocidental, sete na do Cabo Oriental e um no Kwazulu Natal.

Desde o início da doença, no país, foram realizados 785.979 testes dos quais 24.445 na últimas 24 horas, segundo o boletim diário sobre a pandemia assinado pelo ministro da Saúde, Zwelini Mkhize. Deste total, 388.302 testes foram efetuados em clínicas privadas, incluindo 12.220 novos (49%), e 397.677 na rede sanitária pública, dos quais 12.225 nas últimas 24 horas (51%).

A província do Cabo Ocidental continua a mais infetada com 24.657 casos, correspondentes a 65,7 por cento do quadro geral, seguindo-se Gauteng, com 4.567 infeções acumuladas (12,2%).

O Cabo Oriental tem 4.526 contágios confirmados (12,1%), o KwaZulu-Natal 2.707 (7,2%), o Estado Livre 319 (0,9%),  Limpopo 200 (0,5%), Mpumalanga 137 (0,4%), Noroeste 314 (0,8%) e o Cabo Setentrional 93 (0,2%).

O país mantém o maior número de infeções, no continente africano, seguindo-se o Egito (28615), a Nigéria (10819), a Argélia (9733), o Gana (8548), Marrocos (7922), os Camarões (6789), o Sudão (5310), o Djibuti (3935) e a Guiné-Conakry (3933). Por seu turno, o Egito regista o número mais elevado de óbitos com 1.088 contra os 792 da África do Sul, 673 da Argélia, 314 da Nigéria, 307 do Sudão, 206 de Marrocos e 203 dos Camarões.

Ao todo, a pandemia já matou mais de 4.600 pessoas em África, em perto de 163 mil casos confirmados desde março último dos quais mais de 70.500 recuperados.

No plano global, já foram contaminadas cerca de 6,570 milhões de pessoas no Mundo inteiro, das quais 387.900 morreram e  mais de 3,164 milhões de pacientes recuperaram da doença, até quarta-feira à noite.

Os Estados Unidos, o Brasil e a Rússia são os três países mais infetados, seguidos de Espanha, Reino Unido, Itália, Índia e Alemanha. (Panapress)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker