DestaquesPolíticaSeguros

Primeira-Dama na entrega dos prémios Gulbenkian

A Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, assistiu, em Lisboa, como convidada especial, à cerimónia de entrega de prémios da Fundação Gulbenkian, organização que assinalou mais um aniversário do seu fundador.

O evento, realizado sexta-feira, foi presidido pelo Chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa.
Ana Dias Lourenço teve a oportunidade de conviver com outros ilustres convidados, entre os quais os antigos Presidentes de Portugal Jorge Sampaio e Aníbal Cavaco e Silva, membros do Governo, deputados e representantes da sociedade civil.

Na cerimónia, foram distinguidas várias personalidades e organizações da sociedade civil que mais se destacaram no campo da cultura, ciência e desenvolvimento humano, no âmbito das comemorações dos 150 anos do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian.
Durante o acto foi anunciada a criação do Prémio Calouste Gulbenkian para a Humanidade, que terá o valor de um milhão de euros e será entregue anualmente a partir de 2020, tendo como finalidade “incentivar o surgimento de novas ideias, que contribuam para a melhoria do futuro da Humanidade”. O anúncio do novo prémio foi feito pela presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota.

A Fundação adianta que o prémio, na sua primeira edição, será dedicado às alterações climáticas, considerado o maior desafio que a humanidade enfrenta e aquele no qual a acção é mais urgente.
“A criação deste Prémio surge na senda de uma decisão histórica da Fundação, uma decisão que enquanto rompe com o passado, aposta no futuro: a do desinvestimento no petróleo e no gás e o reforço do apoio a soluções que mitiguem os efeitos das alterações climáticas, acompanhando, aliás, o movimento internacional seguido por outras fundações”, refere a Fundação.

Este organismo destaca que o Prémio Calouste Gulbenkian para a Humanidade vem reforçar “o alinhamento da Fundação Calouste Gulbenkian com a nova agenda mundial e um forte sentido de futuro”.
Este Prémio conta com o apoio do Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, que tem feito desta causa um alerta mundial.

Na cerimónia, foi transmitida uma mensagem em vídeo de António Guterres a congratular-se com a criação do prémio. (Jornal de Angola)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker