ÁfricaMoçambiquePolítica

PGR em Moçambique ouve deputado da Renamo suspeito de financiar junta militar

Em Moçambique, a PGR ouviu hoje o deputado da Renamo, Elias Dhlakama, acusado de ser um dos financiadores das acções armadas da Junta Militar. O irmão mais novo do falecido líder do principal partido da oposição distancia-se do grupo dissidente da perdiz liderado pelo general Mariano Nhongo.

O deputado do principal partido da oposição Elias Dlakama foi ouvido pela PGR, procuradoria geral da República, como declarante e negou todas acusações que pesam sobre si e distancia-se segundo o seu advogado Alberto Sábia, qualquer ligação com a junta militar.

“Nada de envolvimento, nada de contactos, não conhece ninguém e os que citaram o nome dele, não os conhece, portanto, é tudo mesmo matéria que cabe à PGR, como especialista, para esclarecimento do caso.”

A audição de Elias Dhlakama, irmão do falecido líder do principal partido da oposição em moçambique segue-se as audições, segunda-feira, na cidade da Beira dos antigos deputados Manuel Bissopo e Sandura Ambrósio, este ultimo detido desde quinta-feira.

Os deputados Ivone soares, António Muchanga, José Manteigas e Manuel Bissopo, são também outros deputados da Renamo e igualmente acusados de financiar a junta militar que já foram ouvidos pela Procuradoria-Geral da República. (RFI)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close