ÁfricaAngolaDestaquesFinançasPolítica

Peritos sugerem cimeira presencial para Março

A reunião de peritos que antecede a 40ª Cimeira de líderes da SADC a ter lugar no dia 17, por videoconferência, analisou, esta segunda-feira, uma proposta para a realização de uma cimeira extraordinária de Chefes de Estado e de Governo, de forma presencial, em Março de 2021, caso a situação relacionada com a COVID-19 registe melhorias.

Os peritos da SADC analisaram o relatório do presidente cessante do Órgão de Cooperação nas Áreas de Política, Defesa e Segurança, o impacto socioeconómico da COVID-19 e suas implicações para a região da SADC, bem como a formulação da Agenda da SADC pós-2020.

Hoje, os trabalhos prosseguem com a reunião do Comité de Finanças, enquanto que, na quinta-feira, tem lugar a sessão do Conselho de Ministros.
Segundo o programa distribuído pelo Ministério das Relações Exteriores, está prevista para sexta-feira a Cimeira da Troika do Órgão precedida pelas reuniões de altos funcionários e do Comité Ministerial da Troika do Órgão.

O ministro das Relações Exteriores, Téte António, participa, na quinta-feira, na sessão do Conselho de Ministros, que junta os ministros das Relações Exteriores e Negócios Estrangeiros, para finalizarem os documentos a serem apreciados pelos Chefes de Estado e de Governo.

A Cimeira vai analisar o impacto socioeconómico da COVID-19 e suas implicações na SADC e a formulação da agenda pós-2020.

O Presidente da República, João Lourenço, vai chefiar a delegação angolana, integrada pelo ministro das Relações Exteriores e outros membros do Executivo.

A ordem de trabalhos da Cimeira estará, igualmente, centrada na entrega do distintivo de presidente em exercício da SADC ao futuro líder da organização e em assuntos institucionais, como a apresentação do relatório do presidente cessante do Órgão de Cooperação nas Áreas de Política, Defesa e Segurança.

A Troika do Órgão de Cooperação nas áreas de Política, Defesa e Segurança da SADC é integrada pelos Presidentes Emmerson Mnangagwa, do Zimbabwe, Edgar Lungu, Zâmbia, na qualidade de presidente cessante do Órgão e Mokgweetsi Masisi, Presidente do Botswana, futuro presidente do Órgão.

A actual Troika da SADC é constituída pelos líderes da Tanzânia, John Magufuli (presidente), da Namíbia, Hage Geingob (presidente cessante) e de Moçambique, Filipe Nyusi (futuro presidente).

Operacionalização do lema da 39ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da SADC, a apresentação do lema da 40ª Cimeira, assim como a apreciação dos instrumentos jurídicos para a assinatura constam, igualmente, da lista dos pontos a serem discutidos pelos Chefes de Estado e de Governo.

Moçambique estará na organização das reuniões virtuais, na qualidade de futuro presidente em exercício do bloco económico regional.
A reunião de Chefes de Estado decorre sob o lema “SADC- 40 anos construindo a paz e a segurança e promovendo o de-senvolvimento e a resiliência face aos desafios globais”.

A Cimeira da SADC é responsável pela orientação geral de políticas e pelo acompanhamento das funções da Comunidade, tornando-a numa instituição suprema de tomada de decisões sobre políticas da organização. É constituída por todos os Chefes de Estado e de Governo e gerida com base num sistema de Troika.

Integram a SADC, criada em 1992, Angola, África do Sul, Botswana, RDC, Comores, Eswatini, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe. (Vanguarda)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker