ÁfricaCEDEAODestaquesPolítica

Niamey acolhe cimeira extraordinária da CEDEAO sobre Guiné-Bissau

Uma cimeira extraordinária de chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) iniciou-se esta sexta-feira, em Niamey, para analisar a situação política na Guiné-Bissau, soube-se de fontes oficiais.

A cimeira de Niamey vai procurar encontrar uma solução para a situação política na Guiné-Bissau, onde o Presidente José Mário Vaz, em desacordo com o Governo liderado por Aristides Gomes, demitiu este último, a 28 de outubro último, antes de nomear um novo primeiro-ministro na pessoa de Faustino Fudut Imbali.

Esta decisão foi considerada ilegal pelos órgãos sub-regionais, incluindo a CEDEAO.

Aristides Gomes foi responsável pela organização das eleições presidenciais de 24 de novembro próximo. Daí a profunda preocupação da CEDEAO, que ameaça impor sanções a todos aqueles que possam obstruir o processo eleitoral a ser conduzido através das urnas para escolher um novo presidente para chefiar este país da África Ocidental.

A CEDEAO enviou igualmente uma delegação domingo para Bissau, que deu um ultimato de 48 horas ao Governo de Faustino Imbali para se demitir, antes da cimeira de Niamey, sob pena de “pesadas sanções”. (Panapress)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close