ÁfricaAngolaDestaquesDOSSIER CORRUPÇÃOEconomiaPolítica

Luanda Leaks: Banco de Isabel dos Santos na Namíbia terá tido luz verde sem que banco central tivesse acesso aos registos financeiros de todos os accionistas

O Banco Central da Namíbia deu ao Bank BIC Namibia, da empresária angolana, o sinal verde para operar na Namíbia sem concluir as devidas diligências, nomeadamente sem ter acesso aos registos financeiros de todos os accionistas, avança o jornal The Namibian, que revela ter tido acesso a alguns dos 715 mil documentos enviados ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), do caso Luanda Leaks, que tem posto a descoberto as alegadas provas das ilegalidades que terão permitido a Isabel dos Santos erguer um império bilionário nas últimas duas décadas.

O jornal escreve que os documentos que expõem os negócios de Isabel dos Santos levantam sérias questões sobre como o Banco Central da Namíbia permitiu que um banco no qual ela tivesse a maior participação operasse na Namíbia.

“Os reguladores financeiros também permitiram que o banco operasse, apesar de pertencer integralmente a accionistas estrangeiros, o que contraria directamente as políticas da Namíbia, que limitam a propriedade estrangeira nos principais sectores de negócios”, avança ainda o jornal namibiano, que endereçou algumas perguntas ao porta-voz do Banco Central da Namíbia, Kazembire Zemburuka. Kazembire Zemburuka disse ao jornal que o Banco Central “considerou a adequação e a probidade dos accionistas [e que] não havia assuntos substanciais identificados ou confirmados naquela conjuntura”, acrescentando que, “durante a avaliação do pedido de licença do Bank BIC, foram abordados reguladores em outros países onde o BIC Bank estava licenciado, não tendo o banco recebido nenhum relatório desfavorável”.

O porta-voz do banco regulador terá dito ainda ao The Namibian que “para estabelecer a fonte dos fundos dos accionistas, o Banco Central da Namíbia pediu ao Banco BIC que fornecesse demonstrações financeiras anuais para todos os seus accionistas”. (Novo Jornal)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close