BrasilDestaquesPolítica

Lava Jato diz que decisão do Supremo brasileiro vai contra “o combate à corrupção”

STF anulou na quinta-feira a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância.

O grupo de trabalho da Operação Lava Jato de Curitiba afirmou na quinta-feira que a decisão do Supremo Tribunal Federal brasileiro (STF) de anular prisões em segunda instância “está em dissonância com o combate à corrupção”. 

“A decisão do Supremo deve ser respeitada, mas como todo ato judicial pode ser objeto de debate e discussão. (…) a decisão de reversão da possibilidade de prisão em segunda instância está em dissonância com o sentimento de repúdio à impunidade e com o combate à corrupção, prioridades do País”, apontou a Lava Jato, a maior operação contra a corrupção do país, num comunicado enviado à imprensa local.

O STF anulou na quinta-feira a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando um entendimento adotado desde 2016, numa decisão que poderá levar à libertação do ex-Presidente Lula da Silva. (CM)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close