AngolaDestaquesPolítica

José Eduardo dos Santos chegou a Luanda – Avião com o ex-PR aterrou na capital angolana perto das 17:30

O ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, chegou hoje a Luanda onde aterrou no aeroporto 4 de Fevereiro perto das 17:30, confirmou no local o Novo Jornal.

José Eduardo dos Santos chegou à capital angolana proveniente de Espanha, onde estava há cerca de dois anos, num “exílio” por decisão própria que na altura foi justificado por questões de saúde. O avião com “ZéDú” a bordo aterrou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro durante a tarde desta terça-feira, 14/09, pouco antes das 17:30, tendo deixado o local pouco depois numa caravana de carros protocolares.

À sua espera no aeroporto estavam elementos do protocolo de Estado e algumas figuras do seu tempo de Chefe de Estado, como o general José Maria, que foi o seu antigo chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar(SISM). “Vim receber o camarada Presidente José Eduardo porque ele merece.

Não tinha como não me fazer presente neste momento”, disse em declarações ao Novo Jornal o general “Zé Maria” visivelmente emocionado. “Dei-lhe um aperto de mão muito forte, conversamos alguns momentos e depois ele foi para a sua casa”, descreveu ainda o antigo chefe do SISM.

O regresso de José Eduardo dos Santos à capital angolana põe fim a um longo período, praticamente desde que saiu de Luanda, em Abril de 2019, a bordo de um avião da portuguesa TAP, de sucessivos anúncios do seu regresso iminente, embora sempre sem ser confirmado.

O antigo Presidente, que fez 79 anos a 28 de Agosto, após aterrar, deslocou-se para o Bairro Miramar, onde tem residência oficial e onde hoje de manhã o Novo Jornal constatou que estão jardineiros a tratar da limpeza dos acessos à habitação da parte de fora e no interior. Este regresso coincide com o primeiro de dois dias da visita de trabalho do Presidente João Lourenço ao Kwanza Norte.

Este regreso de JES a casa desperta maior interesse devido à fricção existente entre os seus familiares e o actual Presidente, João Lourenço, depois de a sua primogénita, Isabel dos Santos, ter sido acusada de ter tomado posse ilegalmente de mais de 5 mil milhões USD pela Procuradoria-Geral da República, o que a levou igualmente a deixar o País, estando ausente há mais de dois anos, a maior parte deste tempo no Dubai.

O mesmo sucedeu com a sua outra filha com maior exposição pública, Tchizé dos Santos, antiga deputada pelo MPLA, que viu a Assembleia Nacional retirar-lhe o assento no Parlamento alegadamente por causa de prolongada ausência no exterior sem justificação.

Já José Filomeno dos Santos, igualmente alvo da Justiça angolana,foi condenado a pena de prisão, tendo cumprido alguns meses de cadeia devido ao caso do Fundo Soberano, e foi igualmente condenado no caso dos 500 milhões USD, do qual ainda corre recurso.

No entanto, o caso mais grave decorre contra Isabel dos Santos, no rasto do processo “Luanda Leaks”, onde foram dados a conhecer mais de 700 mil ficheiros libertados pelo hacker português Rui Pinto, de onde partiu o grosso da acusação de desvio de dezenas de milhões de dólares, incluindo no tempo em que esteve à frente da Sonangol, até ser exonerada do cargo de PCA, em Novembro de 2017, pelo Presidente João Lourenço.

Recorde-se que José Eduardo dos Santos deixou a Presidência da República em finais de 2017, mas a vida política activa só viria a largar, cerca de um ano depois, quando também abandonou a liderança do MPLA, para o seu vice-presidente,

João Lourenço, que passou a acumular o cargo de Chefe de Estado com o de chefe do partido. Os sinais de afastamento entre os dois Presidentes, o antigo e o actual, começaram a ser notados logo após as eleições de Agosto de 2017, tendo mesmo José Eduardo dos Santos encurtado ligeiramente o prazo que o próprio tinha estabelecido para sairigualmente da chefia do partido que liderava desde a morte de Agostinho Neto, em 1979. (Novo Jornal)

 

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker