AngolaDestaquesPolítica

Empresa de Isabel dos Santos sob investigação na Holanda

O Ministério Público da Holanda abriu uma investigação sobre a Exem Energy BV, empresa do marido de Isabel dos Santos, Sindika Dokolo, através da qual a filha do ex-Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, é accionista, de forma indirecta, da Galp.

O jornal holandês “De Volkskrant”, parceiro do consórcio jornalístico ICIJ (que no início deste ano publicou as revelações de Luanda Leaks), tal como o Expresso, noticiou a abertura da investigação, citando um porta-voz do Ministério Público, que esclareceu que se trata de um inquérito lançado por iniciativa holandesa e não a pedido das autoridades angolanas.

O jornal holandês indica que a participação de Sindika Dokolo na Exem Energy terá sido arrestada e um porta-voz do empresário e marido de Isabel dos Santos afirmou que Dokolo está a colaborar com as autoridades holandesas para refutar o que diz serem “falsas alegações”. A notícia foi, aliás, partilhada sábado na página do Twitter de Rui Pinto, uma das fontes do Luanda Leaks, através da PPLAAF, plataforma para denunciantes com sede em França.

A Exem Energy detém 40 por cento da Esperaza Holding, empresa holandesa que tem como maior accionista a angolana Sonangol, com 60 por cento. A Esperaza é, por sua vez, detentora de 45 por cento da Amorim Energia (igualmente constituída na Holanda), cujo maior accionista é o Grupo Amorim. A Amorim Energia detém uma participação de 33,34 por cento na Galp Energia, o que confere a Isabel dos Santos e Sindika Dokolo uma posição indirecta de 6 por cento. (JA)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ver também

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker