ÁfricaDestaquesMoçambiquePolítica

Desmilitarização e reintegração de guerrilheiros da Renamo em curso há um mês em Moçambique

Um mês após a retoma do processo DDR, desmilitarização, desmobilização e reintegração, em Sofala, no centro de Mocambique, a comissão técnica considera que o processo esta bem encaminhado. Até ao momento 350 guerrilheiros da Renamo passaram à vida civil com a entrega das respectivas armas de fogo.

Em Moçambique, decorre a um ritmo satisfatório o processo de desmilitarização, desmobilização e reintegração dos guerrilheiros da Renamo, principal forca política da oposição diz o integrante da comissão técnica Sansão Sigauque.

“O combatente entrega a arma, recebes os kits, recebe os subsídios e nós encaminhá-lo até ao local de origem.”

Foram abrangidos ate ao momento 350 guerrilheiros na província de Sofala e que vao beneficiar do subsídio de reintegração.

“Quem escolhe a agricultura terá todo o material que corresponde à agricultura; quem escolhe a serralharia também deve receber o material correspondente, material que é acompanhado até à localidade de residência.”

O processo DDR, desmilitarização, desmobilização e reintegração, foi retomado a 5 de Junho último depois de um ano de paragem devido a várias situações.

De notar que esse processo deverá abranger ao todo, 5200 homens em Moçambique e a sua conclusão esta prevista para  Junho de 2021. (RFI)

Por: Orfeu Lisboa

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker