DestaquesDOSSIER CORRUPÇÃOEconomiaPolítica

Deputado Higino Carneiro constituído arguido pela PGR ao fim de oito horas de interrogatório judicial

O ex- governador provincial de Luanda, Higino Carneiro, foi hoje constituído arguido pela Procuradoria- Geral da República (PGR) depois de ser interrogado durante oito horas por elementos da Direcção Nacional de Investigação e Acção penal (DNIAP).

Esta informação foi avançada aos jornalistas pelo seu advogado, José Carlos Miguel, à saída da DNIAP, onde o deputado Higino Carneiro prestou declarações, esta segunda-feira, 12, sobre o período de exercício de governação da província de Luanda.

“Hoje recebemos um despacho da PGR a informar que o deputado Higino Carneiro foi constituído arguido. E hoje já prestou declarações como tal. O próximo passo é esperar pelo despacho, visto que o processo ainda está em instrução preparatória”, disse o advogado, sem no entanto entrar em pormenores sobre qual é a acusação.

No entanto, ficou claro que as acusações são referentes ao período em que o general Higino Carneiro ocupou o cargo de governador provincial de Luanda.

O advogado de Higino Carneiro adiantou que só na quarta-feira sairá um despacho da Procuradoria-Geral da República (PGR) com as medidas de coacção.

Higino Carneiro não aceitou falar aos jornalistas que o aguardavam, por largas horas, à saída da Direcção Nacional de Investigação e Acção penal.

Francisco Higino Lopes Carneiro foi nomeado para o cargo de governador provincial de Luanda em Janeiro de 2016 tendo deixado o cargo no ano seguinte.

As longas horas de audição foram justificadas pelo causídico com a necessidade de esclarecer bem as coisas.

Sobre do que é acusado o ex-GPL e antigo ministro dos governos de José Eduardo dos Santos, o advogado disse que não ouviu falar, durante as questões colocadas pelo DNIAP, em desvio de fundos ou má gestão mas sim sobre actos de gestão. (Novo Jornal)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close