ÁfricaPolítica

Côte d’Ivoire: Governo condena declarações xenófobas de Henri Konan Bédié

Abidjan - O governo da Côte d’Ivoire condenou sábado, em Abjidna, o que qualificou de “declaração extremamente grave” atribuída ao antigo Presidente Henri Konan Bedié, que incita ao ódio do estrangeiro”.

Segundo o comunicado assinado pelo ministro da Comunicação e porta-voz do governo, Sidi Touré, que cita um vídeo no site do Partido Democratico da Côte d’Ivoire, Bédié terá declarado que “actualmente, faz-se de conta que o ivoiriense seja estrangeiro na sua terra. Mas os ivoirienses nunca aceitarão isso”.

Henri Konan Bédié, igualmente conhecido como aquele que reintroduziu o conceito de “ivoiridade” na cena política nacional, em 1995, falou também de uma chegada massiva dos estrangeiros na Côte d’ivoire aos quais são passados documentos oficiais.

Acusou o seu antigo aliado, Allassane Ouattara, de querer “sabotar as eleições de 2020”, em alusão ao próximo pleito presidencial.

O antigo chefe de Estado ivoiriense, evoca ainda a presença de “estrangeiros armados naquele país da África Ocidental.

Para o governo ivoiriense, as declarações de Konan Bedié meaçam a coesão social, a paz, a unidade nacional e a estabilidade do país.

A declaração do líder do PDCI intervém num contexto marcado por violências inter-comunitárias, num país onde uma parte substancial da população é imigrante. (Angop)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close