AngolaCulturaDestaquesPolítica

Centenário de Agostinho Neto marca dia da língua portuguesa na UNESCO

A celebração dos centenários de Agostinho Neto, José Saramago, José Craveirinha e Lima Barreto marcou, esta quinta-feira, em Paris (França), o Dia da Língua Portuguesa.

A jornada, que teve lugar na sede da UNESCO, na capital francesa, juntou intelectuais, cientistas, artistas e membros da Académie Française.

Durante o evento, a Fundação Agostinho Neto outorgou a ordem “Sagrada Esperança”, a título póstumo, a 23 intelectuais, cientistas, artistas e membros da Académie Française, por assinarem petições para libertação de António Agostinho Neto.

Para o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau, se deve a Agostinho Neto a edificação do sentido de nação expressa na sua obra “Sagrada Esperança” e elevação do sentido de auto estima.

Filipe Zau, que representou o Presidente da República na cerimónia, apontou que uma maior produção e divulgação da Língua Portuguesa em Angola passa, obrigatoriamente, pelo reconhecimento de outras línguas e culturas.

Na óptica do governante, a aprendizagem em estreita cooperação com as línguas africanas nacionais constitui uma necessidade educativa de maior relevância.

Ministro da Cultura e Ambiente Filipe Zau, discursando em Paris (Foto: D.R.)

O ministro apelou para que as próximas celebrações da Língua Portuguesa possam se debruçar sobre histórias direcionadas para a produção do bilinguismo e biculturalismo na Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP).

O Dia da Língua Portuguesa deu vazão ao surgimento da semana de Língua Portuguesa que decorrerá até 11 de Maio sob o lema “Cultura, língua, economia, ciência e inovação para o desenvolvimento”.

O português é língua oficial de nove países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, além da Região Administrativa Especial de Macau (China), sendo o idioma mais utilizado do hemisfério sul. (ANGOP)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker