Política

Angola optimista quanto ao Parlamento regional

O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, regressou sábado ao país optimista de que o Fórum Parlamentar da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), dentro de um ano, se transforme em Parlamento regional.

Em declarações à imprensa, em Windhoek, onde presidiu aos trabalhos do Fórum Parlamentar da SADC, Fernando da Piedade Dias dos Santos garantiu que a maioria dos líderes da região Austral do continente africano concorda e apoia a iniciativa.

A transformação do fórum regional em parlamento do-minou a agenda dos Chefes de Estado e de Governo da SADC, reunidos na capital namibiana. No encontro, Fernando da Piedade Dias dos Santos apresentou na Cimeira argumentos sobre as vantagens da transformação da fórum em parlamento. À sua chegada a Luanda, o líder parlamentar, que participou na cimeira na qualida-de de presidente do Fórum Parlamentar da SADC, foi recebido, no Aeroporto In-ternacional 4 de Fevereiro, pela primeira-vice-presidente da Assembleia Nacional, Joana Lina, deputados e altos funcionários parlamentares.

A 38ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da SADC, que decorreu de 17 a 18 do corrente mês, teve como lema “Promovendo o desenvolvimento de infra-estruturas e o potencial da juventude em prol do desenvolvimento sustentável”.

A Cimeira constituiu uma comissão técnica mista para dar seguimento ao processo de transformação do Fórum Parlamentar da SADC em Parlamento Regional até Janeiro de 2019.

O Fórum Parlamentar da SADC foi criado em 1997, por ocasião da 17ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade realizada no Malawi, como instituição au-tónoma, e é composto por 14 parlamentos. Integram a SADC Angola, Comores, África do Sul, Botswana, Namíbia, Tanzânia, RDC,  Maurícias, Seychelles, Malawi, eSwatini, Lesotho, Zimbabwe, Madagáscar, Moçambique e Zâmbia. (Jornal de Angola)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close