DestaquesRegiõesSaúdeServiços

Moxico reforçado com meios de biossegurança

A província do Moxico recebeu, ontem, 21 toneladas de materiais de bios-segurança e medicamentos para a prevenção e combate do novo coronavírus. Do lote de material, entregue pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, consta fatos de nível três, máscaras, botas, óculos, aventais, termómetros, soros, antibióticos, entre outros fármacos.

Franco Mufinda afirmou que os meios, orçados em 150 milhões de kwanzas, vão facilitar o alargamento do rastreio térmico em locais públicos, tendo em conta o novo paradigma do Estado de Calamidade.
Durante o encontro com o vice-governador para o sector Político e Social, Victor Silva foram apresentadas várias preocupações, desde a falta de ambulâncias de risco biológico, insuficiência de médicos e enfermeiros e escassez de medicamentos.

O secretário de Estado para a Saúde Pública reconheceu que a província do Moxico possui boas infra-estruturas hospitalares, faltando apenas pessoal qualificado para manusear o equipamento existente e defendeu o redimensionamento dos meios para a resolução dos problemas apresentados.

Franco Mufinda apelou à necessidade da manutenção da fábrica de oxigénio do Hospital Geral do Moxico e garantiu a disponibilidade de oxigénio, num momento em que as províncias se preparam para o surgimento de possíveis casos da Covid-19.

Por seu turno, o vice-governador do Moxico, Victor Silva, disse que o Executivo angolano está atento às necessidades de cada província, para dar resposta à pandemia da Covid-19. (Jornal de Angola)

Por: José Rufino | Luena

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker