AngolaDestaquesNacionalPolítica

Eleições/2022: Ficheiro eleitoral sujeito à auditoria internacional

O Ficheiro Informático dos Cidadãos Maiores definitivo (FICM) vai ser objecto de auditoria por uma entidade internacional independente, seleccionada mediante concurso público internacional, confirmou hoje, em Luanda, o porta voz da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Lucas Quilundo.

O responsável, que falava após o acto de entrega do FICM ao Tribunal Constitucional (TC) pela CNE, disse que estará igualmente sujeita à auditoria toda a solução tecnológica que está a ser construída para as eleições gerais de 24 Agosto de 2022.

A auditoria ao Ficheiro Informático dos Cidadãos Maiores definitivo será realizada à medida que as soluções tecnológicas forem construídas, até 15 dias antes da realização das eleições gerais, avançou.

Do FICM constam um total de 14 milhões 399 mil e 391 cidadãos eleitores, com a retirada daqueles que não fazem 18 anos até ao dia 24 de Agosto, dos falecidos e dos impedidos de exercer direitos políticos, que constavam do documento inicial.

O período de apresentação de candidaturas para validação pelo TC iniciou-se, a 06 do corrente mês, para encerrar no dia 25 do mesmo mês.

Após essa fase, os partidos políticos candidatos às eleições gerais de 24 Agosto terão 10 dias para o suprimento de eventuais irregularidades ou insuficiências nos processos apresentados.

O MPLA foi a primeira formação política a apresentar a sua candidatura, com a entrega ao TC da listas dos seus 355 candidatos a deputados, a 08 de Junho corrente.

Para além do MPLA, 12 outras formações políticas estão habilitadas a concorrer às próximas eleições gerais, incluindo a UNITA, a FNLA, o PRS, o Bloco Democrático e Aliança Patriótica Nacional. Os outros concorrentes são o P-NJANGO (Partido Nacionalista para Justiça em Angola), o Partido Humanista de Angola (PHA) e a coligação CASA-CE, integrada por cinco partidos. (ANGOP)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker