CulturaDestaquesNacionalTeatro

Abertas candidaturas para financiamento de projectos culturais através do DIVERSIDADE

Estão abertas as candidaturas para financiamento de projectos culturais, através do DIVERSIDADE, um instrumento que permite a atribuição de subvenções de até 20.000,00€ a projectos ou acções que utilizem a criatividade, o património, o conhecimento cultural e a propriedade intelectual como recursos para produzir bens e serviços com valor económico e significado social e cultural.

Estão abrangidos subsectores como a música, a dança, o teatro, as artes visuais, performativas, arquitectura, literatura, cinema, televisão, imprensa, rádio, videojogos, design, etc., e a sua relação com a educação, o turismo, o ambiente, a ação social e outros, desde que contribuam para os objectivos do DIVERSIDADE.

Para a atribuição dos financiamentos, são valorizadas as candidaturas que favoreçam especialmente mulheres, jovens e outros grupos em situação de desvantagem social, refere o comunicado enviado ao ONgoma News.

De acordo com o documento, podem candidatar-se pessoas individuais, empresas ou organizações, do sector público ou do privado, com ou sem fins lucrativos, ou parcerias constituídas entre estas, desde que residentes ou registadas nos PALOP ou Timor-Leste há pelo menos dois anos e com actividade efectiva nestes países e nos sectores culturais, e o regulamento e os formulários para candidatar-se podem ser descarregados em:http://www.afluanda.com/pt/actividades-culturais/diversidade.

Os prazos são abertos, com avaliação de propostas recebidas mensalmente ou quando for atingido um número mínimo de 5 propostas válidas por país, e poderão ser apresentadas candidaturas a subvenções até 2.000,00 EUR em procedimento muito simplificado ou até 20.000,00 EUR em procedimento simplificado.

Em Angola, o DIVERSIDADE é gerido pela Aliança Francesa de Luanda, em parceria com os membros do cluster EUNIC (Centro Cultural Português e Goethe Institut).

Insere-se na ação PROCULTURA PALOP-TL, um projecto financiado pela União Europeia no âmbito do Programa Indicativo Multianual PALOP-TL UE para 2014-20, co-financiado e gerido pelo Camões, Instituto Português, e co-financiado ainda pela Fundação Calouste Gulbenkian. (ONgoma News)

Por: Andrade Lino

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker