Mundo

União Europeia mobiliza recursos

A União Europeia lançou um programa de ajuda de 50 milhões de euros para as cidades líbias, visando reforçar o acesso dos migrantes e dos líbios aos serviços sociais básicos, soube-se ontem de fonte oficial.

Adoptado no âmbito do Fundo Fiduciário de Emergência para África, com um orçamento de 1,8 mil milhões de euros, o novo programa, lançado na terça-feira, visa melhorar as condições de vida das populações vulneráveis nas principais cidades líbias.

As novas acções devem beneficiar os migrantes, os refugiados, as pessoas  deslocadas no interior  do país, e regressadas,  bem como as populações de acolhimento. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) estima que 800 mil migrantes africanos estão encravados na Líbia. Durante o lançamento deste programa de ajuda, Federica Mogherini, alta representante da UE para a Política Externa e de Segurança Comum, declarou que a União pretende, através deste novo programa, fornecer a assistência essencial às cidades líbias para reforçar a governação e os serviços públicos nas regiões mais vulneráveis.

Por outro lado, este programa vai apoiar as capacidades das administrações e dos  poderes públicos  locais no domínio dos serviços básicos de saúde, educação, água e saneamento e serviços so-ciais, promovendo o acesso a uma ajuda de qualidade para as pessoas mais vulneráveis.

A implementação deste programa é estreitamente coordenada com o Governo de União Nacional, baseado  em Trípoli e reconhecido pela comunidade internacional como o interlocutor para a estabilidade. (Jornal de Angola)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close