CooperaçãoDestaquesMundo

ONU e Japão lançam projeto para prevenção de conflitos em Cabo Delgado

O projeto, apoiado pelo Governo nipónico, visa criar mecanismos de paz, coesão social e a prevenção de conflitos e será coordenado pelo PNUD, em parceria com o Ministério do Interior de Moçambique, refere uma nota conjunta distribuída hoje à comunicação social.

“O Governo do Japão decidiu apoiar principalmente grupos populacionais e comunidades deslocadas com as tensões existentes devido a conflitos violentos, melhorando assim a consciencialização sobre a prevenção da violência e a capacidade de subsistência em Cabo Delgado”, disse o embaixador nipónico em Maputo, Kimura Hajime, citado na nota.

Também o representante residente da PNUD em Moçambique, Francisco Roquete, destacou a importância do apoio às populações, principalmente as mais jovens e as mulheres.

“Através deste projeto, prevemos não apenas conter os conflitos em curso, mas também criar ambientes propícios em que as comunidades possam desfrutar do desenvolvimento social e económico de uma maneira sustentável”, declarou.

Cabo Delgado, província onde avança o maior investimento privado de África para exploração de gás natural, está sob ataque desde outubro de 2017 por insurgentes, classificados desde o início do ano pelas autoridades moçambicanas e internacionais como uma ameaça terrorista.

As incursões de grupos armados nos últimos dois anos e meio naquela província já provocaram a morte de, pelo menos, 700 pessoas.

A capital provincial (Pemba) tem sido o principal refúgio para as pessoas provenientes dos distritos afetados, localizados mais a norte da província, mas há quem prefira fugir para outros lugares, incluindo Nampula, província vizinha.

O número de deslocados internos devido à violência no norte de Moçambique duplicou desde março e já ascende a 250.000 pessoas, segundo a mais recente informação do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA, sigla inglesa). (MSN)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker