CooperaçãoDestaquesMundoPortugal

Marcelo Rebelo de Sousa em Mumbai e Goa com programa económico

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, prossegue hoje em Mumbai a sua visita de Estado à Índia, seguindo durante a tarde para Goa, com um programa sobretudo económico.

O Chefe de Estado chegou na quinta-feira a Nova Deli, e na sexta-feira teve encontros institucionais com o seu homólogo indiano, Ram Nath Kovind, e com o primeiro-ministro Narendra Modi – ambos membros do Partido do Povo Indiano (BJP), de direita, pró-hindu.

À chegada à capital indiana, o Presidente da República afirmou que esta visita se enquadra numa “fase mais executiva” das relações bilaterais, centrada sobretudo na “cooperação económica e financeira”, e tem como objetivo abrir caminho a “projetos concretos com avanços concretos”.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que há “um interesse muito grande inclusive de líderes máximos de grandes grupos empresariais indianos em falarem com o Presidente português” e manifestou-se empenhado em facilitar contactos entre estes e empresários portugueses.

Hoje, em Mumbai, centro económico da Índia, o chefe de Estado começará o dia precisamente com um pequeno-almoço com empresários indianos e portugueses, que deverá ser fechado aos jornalistas.

Depois, prestará homenagem às vítimas dos ataques terroristas de 2008, visitará a Porta da Índia, encerrará um seminário económico e terá um encontro com o governador do estado de Maharashtra, antes de seguir para Goa.

As trocas comerciais entre Portugal e Índia têm crescido nos últimos anos, embora com oscilações nas exportações portuguesas, e perspetivam-se novos acordos de cooperação, como um contrato entre as Águas de Portugal e o estado de Goa.

Está previsto que este contrato seja formalizado hoje na presença do Presidente da República, à chegada a Goa, onde mais tarde estará na abertura de um seminário sobre requalificação urbana.

Acompanham esta deslocação do Presidente da República o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, os secretários de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, e da Defesa Nacional, Jorge Seguro Sanches, e deputados de vários partidos.

Portugal e a Índia têm relações históricas com mais de 500 anos, que remontam à chegada do navegador Vasco da Gama ao subcontinente, em 1498.

As relações diplomáticas estiveram cortadas durante perto de vinte anos, durante o período do Estado Novo, e foram restabelecidas após o 25 de Abril de 1974, quando Portugal reconheceu a plena soberania da Índia sobre os antigos territórios portugueses de Goa, Damão, Diu, Dadrá e Nagar Aveli.

Esta será a 17.ª visita de Estado de Marcelo Rebelo de Sousa e a segunda a um país asiático, depois da República Popular da China, onde esteve no ano passado.

Antes de Marcelo Rebelo de Sousa, fizeram visitas de Estado à Índia os presidentes da República Mário Soares, em 1992, e Aníbal Cavaco Silva, em 2007.

O primeiro-ministro, António Costa, que tem raízes goesas, fez em janeiro de 2017 uma visita à Índia que teve caráter de Estado, recebeu Narendra Modi em Portugal em junho desse mesmo ano e regressou a Nova Deli em dezembro passado, como convidado de honra das cerimónias do 150.º aniversário do nascimento de Mahatma Gandhi. (Notícias ao Minuto)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker