DestaquesMundo

Em Dia Mundial dos Oceanos, ONU pede atenção ao impacto das ações humanas

Atualmente, 13 milhões de toneladas de plástico acabam nas águas dos mares a cada ano; em 2019, lema da data é Gênero e o Oceano; oceanos absorvem cerca de 30% do dióxido de carbono produzido pelos seres humanos.

Os oceanos cobrem três quartos da superfície da Terra, contêm 97% da água e representam 99% do espaço vital do planeta em volume. Segundo as Nações Unidas, mais de 3 bilhões de pessoas dependem da biodiversidade marinha e costeira para sua subsistência.

É para lembrar o importante papel destas várias formas de vida para os humanos, que 8 de junho marca o Dia Mundial dos Oceanos. O objetivo da data é informar o público sobre o impacto das ações humanas nos oceanos, desenvolver um movimento mundial de cidadãos e mobilizar e unir a população mundial em um projeto para o manejo sustentável dos oceanos do mundo.

(Foto: Pnud/Garth Cripps)
Quase 33% dos recifes de corais e mais de um terço de todos os mamíferos marinhos estão ameaçados.

Plástico

Atualmente, 13 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos a cada ano, provocando a morte de 100 mil animais marinhos por ano, além de outros danos.

Enquanto a maioria dos plásticos deve permanecer intacta por décadas ou séculos após o uso, aqueles que sofrem erosão acabam como micro-plásticos, consumidos por peixes e outros animais marinhos, entrando rapidamente na cadeia alimentar global.

Em declarações à ONU News, em Nova Iorque, o embaixador de Portugal, Francisco Duarte Lopes, contou como a questão do plástico será abordada na Conferência da ONU sobre os Oceanos em 2020, que acontecerá em Lisboa.

“Vamos certamente falar da necessidade de reduzir a utilização de plástico de uso descartável. Para nós, é simbolicamente importante que esta semana, quando celebramos o Dia Mundial dos Oceanos, possamos também assinalar aqui, neste edifício das Nações Unidas o fim da utilização de plásticos de uso descartável, algo que o grupo dos amigos dos oceanos, que Portugal preside, juntamente com as ilhas Fiji, tem estado a defender já a algum tempo.”

Gênero

Este ano, o lema do Dia Mundial dos Oceanos é Gênero e o Oceano. A ONU destaca que a intenção é descobrir formas possíveis de promover a igualdade de gênero em atividades relacionadas ao oceano, como pesquisa científica marinha, pesca, trabalho no mar, migração marítima e tráfico de seres humanos, assim como decisões políticas e gestão.

Fatos e Dados

  • Globalmente, o valor de mercado dos recursos e indústrias marinhas e costeiras é estimado em US$ 3 trilhões por ano ou cerca de 5% do PIB global;
  • Os oceanos contêm quase 200 mil espécies identificadas, mas os números reais podem chegar a milhões;
  • Os oceanos absorvem cerca de 30% do dióxido de carbono produzido pelos seres humanos, amortecendo os impactos do aquecimento global;
  • Os oceanos servem como a maior fonte de proteína do mundo, com mais de 2,6 bilhões de pessoas dependendo dos oceanos como sua principal fonte de proteína;
  • A pesca marítima emprega, direta ou indiretamente, mais de 200 milhões de pessoas;
  • Os subsídios para pesca estão contribuindo para o rápido esgotamento de muitas espécies de peixes e estão impedindo esforços para salvar e restaurar a pesca global e empregos relacionados, fazendo com que a pesca oceânica gere US$ 50 bilhões a menos por ano do que poderia;
  • Cerca de 40% dos oceanos do mundo são fortemente afetados por atividades humanas, incluindo poluição, pesca sobre explorada e perda de habitats costeiros.

Para as Nações Unidas, a importância da igualdade de gênero, em particular para a conservação efetiva e o uso sustentável dos oceanos, mares e recursos marinhos, é cada vez mais reconhecida.

No entanto, há muito poucos dados e pesquisas sobre essas questões, e uma ação conjunta para a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres e meninas ainda é necessária em todos os setores relacionados com o oceano para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de número 5. (ONU News)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker