DestaquesOpinião

EUA e Angola: Juntos, com resiliência e impacto sustentado, podemos controlar o SIDA

Todos os anos, no Dia Mundial de Luta contra o SIDA, pessoas em todo o mundo unem-se para demonstrar o seu apoio às pessoas que vivem com o VIH e para recordar aquelas que morreram de doenças relacionadas com o SIDA. Cada Dia Mundial de Luta contra o SIDA centra-se num tema específico.

O tema do Dia deste ano de 2020, “Acabar com a epidemia do VIH/SIDA: Resiliência e Impacto”, reflecte o forte empenho bipartidário do Governo dos EUA em acabar com a epidemia do VIH/SIDA a nível mundial e em Angola. Hoje, a Embaixada dos EUA comemora o Dia Mundial de Luta contra o SIDA e celebra o progresso feito para acabar com a epidemia do VIH/SIDA em Angola!

O Plano de Emergência do Presidente dos Estados Unidos para o Alívio do SIDA (PEPFAR) é, na história da humanidade, o maior compromisso de qualquer nação no combate a uma única doença. Há mais de uma década que o PEPFAR trabalha em parceria com o Ministério da Saúde, através do Instituto Nacional de Luta Contra o SIDA (INLS), no sentido de alcançar um controlo do VIH inclusivo, resiliente e sustentável.

Durante os nossos 17 anos de colaboração com Angola, o PEPFAR investiu mais de 177 milhões de dólares americanos para apoiar o Governo da República de Angola no progresso do controlo da epidemia do VIH/SIDA.

O programa PEPFAR para 2020-2021, de 15,7 milhões de dólares, visa a eliminação da transmissão do VIH de mãe para filho, em quatro províncias (Benguela, Cunene, Huambo e Lunda Sul), através de uma parceria com o INLS e com a iniciativa da Primeira-Dama, Sra. Ana Dias Lourenço, “Nascer Livre para Brilhar”, para reforçar os cuidados e o tratamento do VIH nas instalações de saúde, aumentar o envolvimento da comunidade e construir infra-estruturas de laboratórios clínicos e da cadeia de abastecimento.

O programa PEPFAR da Embaixada dos EUA aproveita os pontos fortes de várias agências governamentais dos EUA. Em 2002, os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA estabeleceram uma parceria com o Governo de Angola. Nos últimos 18 anos, o foco da programação do CDC para o VIH passou da resposta de emergência para o combate a uma pandemia crescente e agora para a sustentabilidade e responsabilidade partilhada para o controlo de epidemias.

A assistência técnica clínica e laboratorial do CDC harmoniza-se com os objectivos da iniciativa “Nascer Livre para Brilhar”. O Departamento de Defesa dos EUA (DOD) presta assistência técnica focalizada no controlo da epidemia do VIH directamente ao sistema de saúde das Forças Armadas Angolanas.

A Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID) forma mães mentoras em Benguela, Cunene e Lunda Sul, para trabalharem nas suas comunidades, para diminuir a transmissão do VIH.

Estas mães mentoras são mulheres seropositivas, que vivem vidas plenas, gerem a sua própria saúde e investem na saúde das suas comunidades. A USAID também trabalha com o INLS para maximizar a disponibilidade do tratamento do VIH.

Num esforço para combater a doença de todos os ângulos, o Governo dos EUA e a Fundação ExxonMobil anunciaram recentemente uma nova Parceria, através da USAID. O projecto “Redução das Infecções através de Apoio e Educação II” (RISE II) permitirá à ExxonMobil Foundation e à USAID expandir os esforços de prevenção para ajudar a reduzir ainda mais a transmissão do VIH de mãe para filho, em Angola.

Na África subsaariana, as mulheres jovens dos 15 aos 24 anos têm, em relação aos homens, o dobro da probabilidade de viver com o VIH. Ao abordar a transmissão de mãe para filho, o PEPFAR trabalha para capacitar e proteger as mulheres.

Muitas heroínas na luta contra o VIH são mulheres que assumem a dianteira para assegurar que as suas irmãs, tias, primas e os seus filhos vivam uma vida plena e saudável.

A Embaixada dos EUA aplaude todos os profissionais de saúde, mães mentoras e outros cidadãos angolanos que trabalham incansavelmente no controlo da epidemia do VIH – não apenas no Dia Mundial de Luta Contra o SIDA, mas em todos os dias do ano. Essas pessoas são verdadeiros heróis e líderes da saúde pública.

Juntos, com Resiliência e Impacto sustentado, podemos controlar uma pandemia para a qual ainda não existe uma vacina ou uma cura. Conseguir o controlo da epidemia será um feito notável; salvará milhões de vidas em todo o mundo e garantirá que as crianças angolanas nasçam livres de VIH e tenham um futuro brilhante.

Todos nós, na Embaixada dos EUA em Luanda, estamos orgulhosos de ver PEPFAR, INLS e a iniciativa Nascer Livre para Brilhar trabalharem juntos na luta contra a SIDA em Angola. (Jornal de Angola)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker