CulturaDestaquesMúsica

Um grande Kandando a Belmiro Carlos

Tem-se dito que os amigos são para as ocasiões. Eu acrescento: para todas as ocasões! O amigo que vos apresento é um companheiro de todas as horas. Amargas e doces. Aquele que se lembra do amigo quando o sol nasce nas cercanias de Catete e se coloca ao fim da tarde na linha de horizonte do Mussulo, num belo efeito de cores maravilhosas e lúdicas.

O meu amigo é assim. Sempre presente e oferecendo logo pela manhã o rumba Maria Odete ou um “Cocktail” daqueles recheado de frutas de Angola tais como o maboque, a gajaja, o sape-sape, a pitanga, a múcua e sei lá…!


VIDEO RUMBA MARIA ODETE (Do álbum Phrases Mestiças 2017 à venda on line)

Hoje o meu amigo Belmiro Carlos tirou-me do sossego caseiro e “xingou-me” por me ter esquecido do seu dia de aniversário e arrastou-me para a sua mesa familiar recheada de alegria, amizade e os tradicionais pitéus. Não pude resistir a essa tentação sagrada de poder abraçar uma amizade nascida no palco improvisado de um barracão do Cuanza-Norte, onde o Agrupamento musical Kissanguela fazia sala e convite à campanha do café, ao som da sua guitarra solo, por ordem do Presidente Neto.

VIDEO DO TEMA MIRABILIS (Álbum Belos Rumos – 2010)

O repórter do extinto vespertino Diário de Luanda que era eu, “cauísso”, que pensou que  Dalatando era Lisboa levou consigo uma daquelas malas grandes da extinta fábrica Onil cheia de roupas finas, próprias para o destino, indo parar, em companhia do correspondente da Agência alemã de notícias ADN, Dieter Klein, ao local onde foi lançada a campanha de colheita do Café. Corria o ano de 1976. A viagem a NDalatando foi simulada com uma ida a Lisboa e representou o meu “baptismo” como repórter, depois de ter recusado a “história” da compra da “electricidade em pó” numa brincadeira da redacção do DL chefiada por Raimundo Sotto Mayor, João Serra, Adelino Tavares da Silva, Jorge Airosa (já falecidos), Manjericão e Reginaldo Silva

VIDEO DO TEMA COCKTAIL (álbum Belos Rumos)
815 visualizações
Assim começou uma amizade que ultrapassou muitos cacimbos e calemas, feita de cumplicidades no jornalismo  institucional exercido no meu caso, na revista Novembro e na Voz do Trabalhador, da central sindical UNTA com Belmiro Carlos, no posto de comando. Éramos jovens sonhadores e batalhadores por uma Angola cheia de virtudes e ornamentos materiais para os seus filhos. Cumprimos o nosso papel, mas continuamos a nossa batalha pela realização material, expressa em muitas estrofes da nossa urbana poesia!

Hoje apesar dos pesares continuamos a cultivar e a explorar a amizade, o respeito e a decência dos princípios legados pelos nossos pais e a repassá-los aos filhos e netos que estão aí. Existirá no mundo uma riqueza superior a essa?

Kandando amigo, meu mano! Saúde, paz, amor e progresso. Para consolo convido-os a ouvir o que sai da alma artística deste meu camarada de todas as horas, algures neste espaço de comunicação e desabafos. (novafrica)
PERFIL
Belmiro Carlos (Nito) tal como alguns guitarristas angolanos inicia-se nas lides musicais executando um instrumento de percussão – as congas ou tambores – num grupo do bairro Marçal, nas tradicionais “turmas”, denominado “Os Morenos”. Integravam-no meia dúzia de “imberbes”, como ele próprio diria. É na intensidade do convívio com a nossa música que descobre a apetência para outro instrumento: a guitarra! A guitarra atraía-o sobremaneira e na sua meteórica passagem pelo Bossa 70 com a ajuda do solista Benvindo (Índio), irmão do Brando dos Kiezos, começa a exercitar os primeiros acordes.

VIDEO DO TEMA TÓNICOS DE SEMBA (álbum Belos Rumos-2010)
1013 visualizações

Foi entretanto sob o olhar criterioso de um familiar, de nome, Adolfo (o irmão cassula do lendário guitarrista Duia), que recebe e aprofunda os seus conhecimentos do novo instrumento. E a magia acontece. Alguns meses depois vemo-lo ocupar o lugar cimeiro no grupo “África Ritmos”, se entendermos que lugar cimeiro era na tipologia musical da altura assumido pelo guitarra solo. Os seus voluptuosos acordes despertariam as atenções, tendo a crítica reconhecido que o seu talento não se podia confinar ao grupo do Bairro Operário. José Massano Júnior far-lhe-ia um tentador convite e o menino do Marçal passa a integrar o lote de vedetas do grupo “África Show”. A partir daí assistimos a uma verdadeira explosão de criatividade que daria origem a instrumentais como “Noite de Harmonia”; “Inspiração de Nito”; “kazucuta para Jofre” e outros sabores rítmicos que punham em delírio os indefectíveis do “África Show”.

VIDEO OFICIAL (Beautiful) DO ÁLBUM BELOS RUMOS (2010)
4005 visualizações

PERFIL

Nito, detentor de uma invulgar capacidade de arranjador e de uma irrepreensível execução, assente em acordes especiais, envoltos em malhas rítmicas muito peculiares, fora do alcance dos plagiadores, foi o principal timoneiro dessa histórica acção do Kisanguela. Seis long plays e um indefinido numero de inéditos registados na CT1 da Rádio Nacional de Angola deixou para a história o renomado Agrupamento musical, e nessas obras, Nito afirma-se como um estilista arrasador, autor de uma forma refinada e metamorfoseada de extrair sons à guitarra.Ao retornar às lides, depois de uma longa ausência (mais de 30 anos) por razões profissionais, Nito faz a sua reentré com um álbum a solo, onde para a nossa surpresa, deixa transparecer um grande espírito de jovialidade e clarividência artística, próprios dos grandes mestres.Com “novos rumos”, Nito retorna à ribalta, como um refinado construtor de melodias, marcando presença num palco onde os protagonistas são hoje outros. Por isso este álbum tem um sabor especial. Tem subjacente o espírito de missão que caracteriza os grandes homens. As novas gerações sobre ele se debruçarão certamente. O álbum em questão representa como ele próprio diz em breves palavras o “um modesto contributo ao resgate” do que são as nossas raízes, sem perder de vista a visão universalista que completa a nossa vivência enquanto seres deste mundo.

Dias dos Santos

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker