CulturaDestaquesTeatro

Pandemia do coronavírus afectou o sector cultural

A cantora Bethânia Silva afirmou, ontem, em Cabinda, que a pandemia da Covid-19 afectou negativamente o sector cultural na província mais ao Norte do país, obrigando os artistas a paralisarem todas as actividades, entre concertos musicais, exibição de peças de teatro, exposições e festivais.

Preocupada com a situação, a cantora alertou que o movimento cultural na província ficará com muitas sequelas devido à Covid-19, por ser um mercado emergente. “A Covid-19 surpreendeu a todos e, por esta razão, o mercado cabindense já não será o mesmo depois desta fase. E, a classe artística começa a criar subterfúgios, para diminuir o impacto da pandemia”, referiu Bethânia Silva.

Antes do Coronavírus, segundo a cantora, a província já registava um número reduzido, mais de dez actividades culturais por mês, actualmente, essa cifra ficou apenas na imaginação dos produtores de eventose artistas. “Ainda é cedo para ver Cabinda a festejar, aderir aos concertos, entre outros eventos culturais, porque os números dos infectados pela doença são assustadores, motivo mais do que suficiente para continuarmos em casa”, defendeu a artista.

Por outro lado, apesar das dificuldades que os artistas ainda atravessam, o que os leva a enveredar para outras actividades, a fim de garantirem o sustento das suas famílias, Bethânia Silva mostrou-se confiante, assegurando que “o sofrimento faz parte da trajectória e, também, fortifica-nos, porque sabemos que as coisas mudarão. E, posteriormente, será história para contar”. (Jornal de Angola)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker