CulturaLiteratura

Maria Celestina Fernandes, Cremilda de Lima e Amélia da Lomba concorrem para os Globos de Ouro Angola

O evento distingue e prestigia o trabalho de profissionais e artistas que se tenham destacado, durante o ano transacto, nas mais diversas áreas.

As escritoras, Maria Celestina Fernandes, Cremilda de Lima e Amélia da Lomba concorrem para os Globos de Ouro Angola 2019, evento que distingue e prestigia o trabalho de profissionais e artistas que se tenham destacado, durante o ano transacto, nas mais diversas áreas. Nesta edição, Maria Celestina Fernandes participa com a obra “Kambas Para Sempre”, reeditada pela Caxinde Editores e Livreiros, com ilustrações do artista plástico, Paulo Kussy.

Este livro já teve um primeiro lançamento no Brasil, pela Editora Kapulana, e narra a história de Lueji, uma menina com “nome de rainha das Lundas em Angola, afro-descendente nascida no Brasil, filha de pai negro e mãe branca, fruto do amor misturado de duas raças”.

Cremilda de Lima, concorre nesta edição com duas obras: a primeira intitula-se “Os Kandengues Desfilam no Carnaval”, lançada em 2015, no Instituto Cultural Português, em Luanda. Um livro, cuja estória se passa num bairro simples, de casas modestas e gente simpática, com vidas onde a cultura angolana está sempre presente, o bairro Operário.

São quatro histórias dedicadas às crianças convidadas a entrar na roda da alegria e no mundo da magia e do sonho. O segundo livro tem como título “Histórias com Advinhas”, uma obra perfeita para crianças e adultos para, juntos, passarem horas maravilhosas e com vontade de aprender mais.

Já Amélia da Lomba concorre com “Antologia Poética”, que reúne poesia publicada entre 1995 e 2005, dividida em sete capítulos. Cada capítulo corresponde a uma obra publicada, ao longo daquele período, numa sequência cronológica decrescente. “Senhor Há Poetas no Telhado”, publicado em 2015. “Sinal de Mãe nas Estrelas”, publicado em 2008. “Aos Teus Pés Quando Baloiça o Vento”, publicado em 2006. “Noites Ditas à Chuva”, publicado em 2005. “Espigas de Sahel”, publicado em 2004. “Sacrossanto Refúgio”, publicado em 1996. “Ânsia”, publicado em 1995.

O galardão

Os Globos de Ouro Angola são a mais importante gala de premiação de Angola, que prestigia o trabalho de profissionais e artistas de diversas áreas, destacando anualmente as pessoas que mais brilham e que mais alto elevam a sua arte e ofício, destacando- se dos demais através de exímias performances e desempenhos extraordinários, marcantes e inspiradores.

Estes troféus, atribuídos anualmente numa iniciativa e organização conjunta da STEP e da Platina Line, contam também com a “Academia Globos de Ouro Angola”, cujos integrantes são um grupo de personalidades e profissionais convidados, especializados e reconhecidos nas áreas a premiar, que fazem parte do evento na qualidade de membros consultores de nomeação e júris.

Os prémios serão atribuídos aos projectos e profissionais que mais se tenham destacado no ano transacto, nesta edição serão referentes a todo o ano de 2018 (de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2018), no país e pelo mundo, em várias áreas desde as diferentes artes e entretenimento às áreas do Teatro e Desporto, passando pela Televisão, Rádio, Moda e Música. (O País)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close