CinemaCultura

Festival de Khouribga divulga filmes angolanos

O património cultural angolano foi homenageado na 21ª edição do Festival de Cinema Africano de Khouribga, que encerrou, sábado, em Marrocos, com a projecção de imagens dos monumentos angolanos.

O programa da homenagem, segundo a Angop, incluiu a projecção dos filmes “Alda & Maria”, “Angola Ano Zero”, “Paroles Cinéastes” e o “O Herói”. Estas obras cinematográficas sublinham a relevância excepcional do país renascido das cinzas depois de ter sido duramente afectado pelo conflito armado.

Angola fez-se representar no evento por uma delegação integrada pelos consultores da ministra da Cultura, Cornélio Caley e Joelson Rangel, bem como pelo embaixador de Angola em Marrocos, Benigno Vieira Lopes.
Em exibição, foram 15 filmes na competição oficial, provenientes de 14 países de África, nomeadamente Camarões, Quénia, África do Sul, Marrocos, Argélia, Tunísia, Tanzânia, Benin, Ghana, Costa do Marfim, Congo, Rwanda, Mali e Zâmbia.

Estas produções estiveram em competição para o Prémio Ousmane Sembène.
Houve, também, uma exposição internacional de arte contemporânea de África, encontro literário, homenagem à cultura angolana e outras actividades  culturais programadas para esta edição do festival.
Em 41 anos de existência, o Festival de Cinema Africano de Khouribga (FCAK) é o mais antigo evento do cinema de Marrocos. Ao longo dos anos, participou na promoção da cultura e da indústria cinematográfica africanas, no reforço dos laços privilegiados que Marrocos mantém com os seus vizinhos  africanos, e também para a difusão cultural da cidade de Khouribga.

Iniciado pela Fundação do Festival de Cinema Africano, o FCAK apresenta este ano uma programação rica e diversificada representada através da participação de vários artistas e cineastas africanos e a apresentação dos seus trabalhos.

Plataforma incontornável dos cineastas e artistas africanos de renome, esta edição contou com um júri africano de excepção, presidido por  Balufu Bakupa – Kanyinda, reconhecido realizador congolês.
O júri integrou outros seis membros, nomeadamente Licínio Azevedo, cineasta e escritor brasileiro, Oumar Sall, autor e crítico senegalês, Apolline Traore, cineasta burquinense, Zézé Gamboa, realizador angolano,  Noufissa Ben Chehida, actriz marroquina, e  Yasmine Bel Mahi, jornalista marroquina.

Participação angolana
O embaixador de Angola em Marrocos, Benigno Vieira Lopes, considerou a participação do país na 21.ª edição do Festival de Cinema Africano de Khouribga como uma oportunidade para exaltar a identidade cultural.
Citado pela Angop, o embaixador angolano considerou o festival uma oportunidade de interacção com os diferentes representantes das culturas africanas, no âmbito do contexto da cooperação Sul-Sul.

No decorrer do festival, o património cultural angolano foi realçado, com a projecção de filmes documentais e históricos, tais como “Alda & Maria”, “Angola Ano Zero”, “Paroles Cinéastes” e “O Herói”, obras cinematográficas que sublinham a relevância excepcional do país renascido das cinzas depois de ter sido duramente afectado por conflitos.

O diplomata angolano afirmou que Angola é um país multicultural e com uma história secular em que os valores ancestrais e da modernidade coabitam de for-ma homogénea, o que tem contribuído para a exaltação e valorização do acervo cultural, a nível nacional e internacional.

Benigno Vieira Lopes fez menção, também, ao facto de Angola, a convite da UNESCO, albergar em 2019 o Fórum Pan-Africano para a Cultura e Paz em África, que vai promover o país como capital mundial da paz e da amizade entre os povos dos cinco continentes e da diáspora. A escolha de Angola comprova o respeito e credibilidade que o país goza a nível internacional na defesa da paz, da amizade e fraternidade entre os povos, assente numa base de diálogo, de mutualismo e de concertação.

O historiador Cornélio Caley, que falou sobre a História de Angola, realçou a importância da poesia e da literatura na luta de libertação nacional. (Jornal de Angola)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close