CulturaDestaquesMúsicaNecrologia

Fernando Vicente, Juka Batera, famoso baterista do semba faleceu ontem por doença

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, endereçou mensagem de condolências pelo falecimento do baterista, Fernando Miguel Vicente, “Juca Vicente”, ocorrido, ontem, vítima de doença.

Quando o semba exigia a sua comparência, Juca Batera, esmerava-se para mostrar que o ritmo angolano era parte dele. E fazia questão de provar que, na disciplina rítmica era o melhor professor. Dava cartas a quem tivesse dúvidas e provava a muito boa gente que era bom.

Fiel à disciplina artística, era solicitado por quase todos os grupos, não só pelo carisma profissional, mas pela facilidade de entrosamento, quer em espectáculos, quer na produção discográfica. Aos amigos dizia sempre, que foi a música que permitiu o investimento na formação dos seus filhos, hoje detentores de habilitações literárias e profissionais de nível superior, continuando a acreditar que era a sua melhor fonte de rendimentos.

O Juca, enquanto baterista do grupo vanguardista Kissanguela, fez a diferença pela altura que o fazia mais baixinho que a bateria que executava de forma cadenciada e vibrante. Tinha em todos os grupos em que se exibiu um lugar garantido, sempre que fosse necessário. Era amigo dos jornalistas, a quem segredava aspectos interessantes da arte musical angolana, que para ele, era um mundo maravilhoso por descobrir.

Juca Batera sabia o que dizia e corrigia quem se atrevesse alterar o seu raciocínio na matéria. Era um artista esclarecido naquilo que fazia. Um profissional discreto, educado, muito competente e uma autoridade em matéria de música popular angolana, não sabendo nós os jornalistas, registar e divulgar o manancial de conhecimentos e ritmos que ele exibia na ponta das suas baguetes, o que é de lamentar. Foi-se o Juca Batera, mas fica a saudade eterna, da sua personalidade artística e humana. Paz à sua alma!  (Nováfrica) 

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker