Artes PlásticasCulturaDestaques

Exposição “Andando Por Aí” de Ângelo de Carvalho encerra este mês

O artista, considerado como um dos grandes nomes das artes plásticas no país, actualmente conta com 16 exposições individuais e mais de 20 colectivas.

Os quadros de arte que compõem a exposição do artista Ângelo de Carvalho, intitulada “Andando Por Aí”, inaugurada a 13 de Dezembro na Galeria Tamar Golan, podem ser vistos até 7 de Janeiro. A mostra do artista, considerado como um dos grandes nomes das artes plásticas no país, incorpora vários estilos de pintura, indo facilmente do impressionismo ao cubismo, passando pela natureza morta até nos transportar ao abstracionismo com aviso de algum surrealismo. Estas obras culminam com uma montagem em madeira, que remete para a realidade a expressão cultural africana, neste caso angolana, refere Nuno de Lima Pimentel acerca de “Andando Por Aí”.

De acordo com o empresário ligado ao mecenato cultural (artes plásticas, música, literatura), Ângelo de Carvalho possui uma diversidade pictórica que o catapulta para a polivalência. “Possui atributos estéticos muito fortes que fazem dele um artista capaz de facilmente “brincar” com telas, pincéis e estilos, havendo, contudo, um predomínio das linhas rectas, modeladas basicamente por cubos e cilindros, como tentativa de geometrizar a realidade, que consegue, através da desestruturação de cada elemento da tela!”, disse.

O artista, natural do Sumbe, que desde muito cedo mostrou o gosto pelas artes que influenciaram todo o seu percurso académico, actualmente conta com 16 exposições individuais e mais de 20 colectivas.

O artista Ângelo de Carvalho nasceu a 30 de Junho de 1970, no município litorâneo do Sumbe. Fez os seus estudos primários na sua terra natal e em 1984 beneficiou de uma bolsa de estudos para a Ilha da Juventude, na República de Cuba, onde continuou a sua formação. Uma vez concluídos os seus estudos secundários, ingressa no ensino médio na escola de formador “José Lincourt Dominguez”, no município de Cristobal, Província de Pinar Del Rio.

Consta que em 2012 foi vencedor do prémio “EnsaArte”, na categoria de Pintura, com as obras “Residência Cultural” e “Nós os do Mato”. (O País)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close