CulturaDestaquesLiteratura

Livro de Filipe Francisco é apresentado hoje na Faculdade de Engenharia da UAN

O livro com o sugestivo título “Será Que é Seguro voar?” tem a chancela da editora acácia e será lançado hoje, às 15 horas e 30 minutos, no anfiteatro do departamento de arquitectura da Faculdade de engenharia da universidade agostinho neto em luanda.

Cento e 29 páginas compõem o livro da autoria de Filipe Francisco, auditor da transportadora angolana TAAG, com o título “Será Que é Seguro Voar?”. O volume, dividido em quatro partes, reúne 25 capítulos, levou 2 anos a ser preparado e será aparentado hoje às 15 horas e 30 minutos, no Anfiteatro do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto em Luanda, por Álvaro João, colega do autor.

O livro retrata a evolução da aviação desde os primórdios, numa narrativa contínua tentando mostrar tecnicamente numa linguagem simples quão seguro é voar. Vem através de um longo percurso passando pela história da aviação, a fim de fazer o leitor perceber o que os pioneiros da aviação enfrentaram e sofreram sempre que interiorizaram a ideia de voar ou de construir máquinas, que pudessem manter-se no ar. O volume leva-nos a entender ainda como a aviação atingiu um grande nível de desenvolvimento tecnológico, de segurança, conforto, e como se tornou um negócio.

O autor do livro, Filipe Francisco, adiantou a OPAÍS, que a obra escrita ao longo de mais de 2 anos, foi baseada em pesquisas, experiências e conhecimentos do mundo aeronáutico e com base em manuais operacionais de companhias aéreas, e regulamentos. O trabalho incluiu igualmente o seguimento de normas de órgãos e entidades aeronáuticas internacionais de aviação civil, pesquisas em sites e blogs sobre aviação civil, cujo conteúdo veiculado foi analisado e conciliado com outras fontes credíveis ligadas à aviação civil mundial, para aferir a veracidade e actualização da informação. O autor realçou que a presente obra não substitui as políticas regulamentos e procedimentos instituídos pelas companhias aéreas, para a execução das suas actividades. Sublinhou que livro visa somente demonstrar, de um modo geral, que é seguro viajar de avião, mostrando que as companhias aéreas, entidades reguladoras e agências aeronáuticas, não têm medido esforços para que a aviação continue a ser um dos ramos de transportes mais seguros e rentáveis.

Questionado quanto ao surgimento da ideia de escrever o livro, Filipe Francisco referiu que a decisão foi feita a pensar em si e em milhares de pessoas que têm pavor em viajar de avião, e admitiu que já sentiu sim muito medo de viajar de avião. Recordou, que na sua adolescência o sonho era ser piloto, uma vez que sentia-se fascinado ao ver os aviões, e muitas vezes, interrogava- se como era possível um avião tão pesado movimentar-se no ar. “O sonho e as imagens de aviões perseguiam-me a todo o instante, porque eu vivia num edifício com vista privilegiada para o aeroporto, o que me permitia ver as movimentações das aeronaves de grande porte sempre que me debruçasse sobre a varanda de casa”, confessou.

Filipe Francisco recordou igualmente que cresceu a ver e a ouvir o barulho dos aviões. O sonho e as questões que o perseguiam em relação às aeronaves, foram sendo respondidas quando, por inerência do destino, aos 17 anos, foi seleccionado e indicado pelo Ministério da Educação para frequentar o Curso Técnico de Manutenção Aeronáutica (CTMA), no Centro de Formação da TAAG- Linhas Aéreas de Angola. Foi interessante este período ao longo da formação e do contacto com a aeronáutica, e assim Filipe Francisco foi percebendo que o mundo da aviação era fascinante. Depois do lançamento oficial, o livro poderá ser adquirido nas principais livrarias locais e noutras províncias. (O País)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close