DestaquesFutebolNecrologiaPortugal

Morreu Neno, o ex-guarda-redes tinha 59 anos

O antigo internacional português Neno, que foi guarda-redes no Benfica e no Vitória de Guimarães morreu na noite de quinta-feira aos 59 anos, de acordo com o comunicado do clube vimaranense.

“Écom profunda tristeza e coletivo sentimento de enorme pesar que o Vitória Sport Clube informa sobre o falecimento de Neno, histórica figura do clube e da cidade, que nos deixou na noite desta quinta-feira, aos 59 anos”, lê-se no site oficial do Vitória Sport Clube (Guimarães).

“Antigo guarda-redes, o internacional português representou o Vitória em três momentos da sua carreira, integrando o grupo que conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira em 1988. Foi também no Vitória que concluiu um longo e bonito percurso enquanto futebolista, mantendo-se ligado ao clube em variadas funções, que foram desde os relvados até à representação institucional”, continua o Vitória Sport Clube.

Adelino Barros, mais conhecido por Neno, nasceu em 27 de janeiro de 1962 na Cidade da Praia em Cabo Verde. Representou o Barreirense, o Sport Lisboa e Benfica e o Vitória de Guimarães e foi internacional por nove ocasiões pela seleção nacional portuguesa.

Carácter carismático e afável

O Vitória de Guimarães recordou o caractér carismático e afável do antigo guarda-redes Neno, que morreu na quinta-feira, considerando que se tornou “um ícone da cidade”.

“Carismático, afável e sempre disponível, Neno não foi apenas uma figura do Vitória, mas um ícone da cidade, conhecido de todos e que para todos tinha um gesto amigo e um sorriso verdadeiro”, refere o clube.

O clube lembra que o antigo internacional português representou o Vitória em três momentos da sua carreira, “integrando o grupo que conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira em 1988”.

“Foi também no Vitória que concluiu um longo e bonito percurso enquanto futebolista, mantendo-se ligado ao clube em variadas funções, que foram desde os relvados até à representação institucional”, referem os vitorianos.

Para o clube, “a morte de Neno representa uma enorme perda coletiva, mas em especial para a sua família e amigos, a quem o Vitória manifesta as suas mais sentidas condolências”.

“Nesta hora que é de luto, cumpre recordar e honrar o nosso Adelino Barros”, concluiu o clube. De acordo com o jornal “O Minho”, Neno morreu vítima de doença súbita.

Benfica lamenta morte de um dos guarda-redes mais marcantes em Portugal

O Benfica expressou o seu “profundo pesar” pela morte do antigo internacional português Neno, “um dos guarda-redes mais marcantes do futebol português”.

“Para sempre ficarão na memória de todos os benfiquistas as grandes exibições que Neno protagonizou com a camisola do Benfica. Para sempre ficará também o talento de um dos guarda-redes mais marcantes do futebol português”, lê-se numa nota publicada no site oficial das águias.

Os encarnados lembram os três campeonatos e as duas Taças de Portugal conquistadas por Neno no clube, no qual esteve de 1985 a 1987 e de 1990 a 1995.

“A todos os seus familiares e amigos, o Sport Lisboa e Benfica endereça, neste momento de grande consternação, as mais sentidas condolências por parte de toda a família benfiquista. A memória de Neno estará sempre entre nós”, refere o clube.

Fernando Gomes fala em “legado quase incomparável”

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, lamentou esta sexta-feira a morte do ex-guarda-redes Neno, que deixa “uma legado quase incomparável”.

“Personalidade tão generosa nos afetos, deixa um legado quase incomparável de cavalheirismo, simpatia, alegria e bondade”, referiu Gomes, numa mensagem publicada no site oficial do organismo.

Fernando Gomes lamentou “profundamente o desaparecimento tão precoce do Neno, uma personalidade incontornável na história do futebol português, quer pela sua grande carreira no campo, quer, principalmente, pelo seu enorme valor humano”.

Pedro Proença destaca exemplo de “como estar no futebol e na vida”

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, lamentou esta sexta-feira a morte de Neno, referindo que era um exemplo de “como se deve estar no futebol e na vida”.

“Esta é uma daquelas notícias que não queremos, nem nunca estaremos preparados para receber. O Neno era um homem bom, íntegro, afável, solidário e com um enorme talento. Um exemplo para todos de como se deve estar no futebol e na vida”, referiu Pedro Proença, numa mensagem nas redes sociais.

Proença explicou que Neno era um embaixador da LPFP, por ser uma pessoa cujas qualidades e características “transportavam para os melhores valores”.

“Mas mais do que um embaixador, ou glória do futebol português, o Neno era, será sempre, um bom amigo. É com muita tristeza que escrevo estas palavras, e farei questão que a sua memória e o seu bom exemplo perdurem no tempo”, frisou.

O presidente da Liga de clubes endereçou as suas condolências à família e amigos, referindo que o mundo “fica mais pobre”.

PR de Cabo Verde “chocado”com morte do antigo vizinho

O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, mostrou-se “chocado” com a morte do antigo guarda-redes internacional português Neno, recordando a “jovialidade” do seu antigo vizinho na Praia.

“Chocado com a notícia da morte de Neno, cabo-verdiano que se notabilizou como guarda-redes do Benfica, do Vitória de Guimarães e da seleção portuguesa de futebol”, escreveu Jorge Carlos Fonseca, na sua conta oficial na rede social Facebook.

Assumindo uma “consternação imensa” pela morte de uma “figura de uma simpatia e de uma jovialidade raras”, o chefe de Estado cabo-verdiano recorda que Neno, os irmãos e os pais foram seus vizinhos durante “bons anos” na Praia.

“Conheci-o, ​​​​​​​ele menino, e, depois, cruzamo-nos nalgumas ocasiões, uma das quais no Porto, num evento em que estive já como Presidente da República, e onde ele animou o ambiente cantando como gostava muito de fazer”, recordou Jorge Carlos Fonseca. (DN/Lusa)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker