AngolaDestaquesEconomia

Tribunal: Ginga Shopping e Victoria Office colocados à venda para pagar «calote» da Genea ao Millennium

Tribunal decide vender Ginga Shopping acima de 18 milhões de dólares, enquanto o Victoria Office vai ser comercializado por 21 milhões, o que significa que, no agregado, ambos os projectos ficaram avaliados em 40 milhões USD.

O Tribunal Provincial de Luanda anunciou que no dia 30 de Maio, às 11 horas, será aberta a proposta de venda do estabelecimento comercial Ginga Shopping e do edifício Victoria Office, em Viana, com o fim de se realizar o pagamento do «calote» acima de 16 mil milhões de kwanzas (40 milhões de dólares), que a firma Genea – Administração, Incorporações e Participações, Limitada tem junto do Banco Millennium Atlântico, reparou o Novo Jornal o aviso publicado pelo órgão de justiça na página 07 do Jornal de Angola, do dia 11 de Maio.

Em resumo, o processo despoletou em Dezembro de 2019, quando o Tribunal Provincial de Luanda ordenou a penhora do Ginga Shopping e do edifício de cinco pisos Victoria Office, na sequência de uma queixa do Banco Millennium Atlântico, por incumprimento nos pagamentos da parte da empresa Genea – Administração, Incorporações e Participações, Limitada, na altura o equivalente em kwanzas a mais de 31,1 milhões de dólares.

Volvidos mais de dois anos, fica decidido pelo tribunal que o prédio rústico onde foi implementado o imóvel Ginga Shopping, com várias lojas, e que possui uma área total de 6.685.2000 metros quadrados, deve ser comercializado, à partida, acima de 7,5 mil milhões de kwanzas, correspondentes a 18,5 milhões de dólares, indica o documento assinado pela juíza de direito da 1.ª Sessão, Zaira Vasconcelos, da sala do Cível e administrativo do Tribunal da Comarca de Luanda.

Já o prédio rústico Victoria Office, com cinco pisos em que o piso térreo se destina à área comercial, vai ser colocado à venda a mais de 8,5 mil milhões de kwanzas, equivalente, actualmente, a 21 milhões de dólares, avança o documento com o processo n.º 2132/18. (Novo Jornal)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker