ÁfricaDestaquesEconomiaSADC

Tanzânia: Produção de café aumenta pelo quarto ano consecutivo

O director-geral interino da Tanzânia Coffee Board (TCB) Primus Kimaryo disse ontem ao "Daily News" ontem que a produção cresceu de 47 mil toneladas métricas no período de 2017/18 a 65,500 toneladas métricas em 2 018/19.

Primus Kimaryo referiu que a produção de café também foi impulsionada pelo controle instituído nas  cooperativas para manter os dados dos sindicatos primários.

“O boom da produção foi impulsionado por fenómenos naturais combinados pelo bom tempo nesta região”, disse Kimaryo ao telefone da partir de Moshi, região do Kilimanjaro. Ele afirmou que a produção teria sido maior se a cafeicultura estivesse sendo realizada por grandes fazendeiros comerciais. “Os pequenos agricultores contribuem com 9% da produção de café desta terra”, disse o DG em exercício.

De acordo com a Organização Internacional do Café (OIC), a produção de café elevou o país para o número quatro, de cinco para os principais produtores de África. A Tanzânia empurrou o Quénia para o número cinco de quatro. O primeiro produtor do continente é a Etiópia, com 45.000 toneladas, seguido por Uganda, 29.000 toneladas, depois a Costa do Marfim, com 96.000 toneladas.

Os dados da OIC mostraram que na Comunidade da África Oriental (EAC), Uganda lidera a matilha, seguida pela Tanzânia e Quénia com 51.000 toneladas, Ruanda na quarta posição com 16.500 toneladas e Burundi com 12.900 toneladas na temporada de 2018/19. De acordo com o Bank of Tanzania (BoT), a revisão económica mensal das exportações de maio das safras tradicionais caiu para US $ 1.140,3 milhões no ano encerrado em maio passado.

“O declínio se manifestou em todas as culturas tradicionais, excepto café e algodão”, disse o relatório mensal da BoT. Relatórios mostraram que a maior produção já registrada na história recente do país foi em 2013, quando 71,319 toneladas foram produzidas.

Estima-se que a Tanzânia tenha aproximadamente 25.000 hectares de terra com produção de café, de acordo com o Cafe Africa. Nas décadas de 1970 e 1980, o café superou o sisal e tornou-se no “ouro verde” do país com uma safra de exportação líder, e uma produção anual média de 60 mil toneladas. (Daily News)

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker