DestaquesEconomiaPescas

Pescas falham meta de capturas mas aumentam exportações

À excepção da pesca artesanal continental e da aquicultura, as metas definidas para a captura de peixe e para a produção de conservas e de sal em 2018 falharam. As exportações de pescado, pelo contrário, subiram, menos nos crustáceos e moluscos, que tiveram uma queda de 81%.

Angola falhou as metas de captura de peixe em 2018, em quase todos os tipos de pesca, resultando numa quebra global de 17% nas toneladas de peixe capturado, ao descer de 532 mil toneladas em 2017 para 442,3 mil toneladas em 2018.

À excepção da pesca artesanal continental e da aquicultura, as metas do Ministério das Pescas e do Mar (Minpesmar) falharam, quer no número de toneladas capturadas, quer na produção de conservas, que ficou 25% abaixo da meta definida no Plano de Desenvolvimento Nacional, quer na produção de sal, que ficou 3% abaixo.

As exportações de pescado, pelo contrário subiram, excepto as de crustáceos, que caíram 81%, indicam os dados revelados no l conselho Consultivo do Minpesmar, realizado na cidade de Moçâmedes, província do Namibe, onde estiveram reunidas diversas entidades, entre empresas públicas e privadas para fazer o balanço das actividades desenvolvidas no ano passado.

A pesca semi-industrial foi a que registou maior queda, com uma descida de 34% na quantidade de peixe pescado, passando de 58,7 mil toneladas em 2017 para 39 mil toneladas em 2018, ou seja 20% abaixo da meta definida pelo Ministério das Pescas e do Mar.

Seguiu-se a pesca artesanal marítima, que desceu de 207.8 mil toneladas em 2017 para 171,9 mil toneladas em 2018, o que representa uma quebra de 17%, a mesma descida que se verificou na pesca industrial, que passou de 240,6 mil toneladas para 200,7 mil toneladas.

As únicas excepções, na queda de capturas, verificou-se na pesca artesanal continental, onde houve um crescimento de 23%, com mais 5,4 mil toneladas do que as 23,6 mil toneladas capturadas em 2017, e, na aquicultura, que subiu 31%, passando de 1,3 toneladas para 1,8 toneladas. (…) (Expansão)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close