AngolaDestaquesEconomia

Consumidor perde 1,83 kwanzas por cada valor de 100 utilizados

O Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) registou uma variação de 1,83 por cento, durante o período de Julho a Agosto, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Comparando à variação do período homólogo (Agosto 2019 a Agosto 2020), registou-se um aumento na taxa de variação actual de 0,39 pontos percentuais. As províncias que registaram maior aumento foram Huambo, com 2,45 por cento, Cuando Cubango (2,19), Lunda-Norte (2,09) e Cuanza-Norte (2,06 por cento).

As com menor variação foram Cunene, com 1,29 por cento, Benguela (1,31), Lunda-Sul (1,32) e Namibe (1,37 por cento). A classe “Bens e Serviços Diversos”, com 2,78 por cento, é a que registou o maior aumento de preços. Destacam-se também os aumentos de preços verificados nas classes “Bebidas Alcoólicas e Tabaco”, com 2,41 por cento, “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” (2,07) e “Vestuário e Calçado”, com 1,99 por cento.

A variação homóloga situa-se em 23,41 por cento, registando um acréscimo de 5,91 pontos percentuais em relação à observada em igual período do ano anterior. A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” é a que mais contribuiu para o aumento do nível geral de preços durante o mês de Agosto, com 0,99 pontos percentuais, seguida das classes “Bens e Serviços Diversos”, com 0,21 pontos percentuais, “Vestuário e Calçado” (0,15 pontos percentuais) e “Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção” (0,13). As restantes classes tiveram contribuições inferiores a 0,13 pontos percentuais.

Uma perspectiva de maior detalhe é oferecida pelos números, onde se apresenta a incidência inflacionária de 24 produtos seleccionados da estrutura que compõe o cabaz, com maior contribuição para a taxa de variação do IPCN que, no seu conjunto, representa 7,00 por cento do total, mas concentra cerca de 44,63 por cento da taxa global de variação do IPCN em Agosto passado. (Jornal de Angola)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ver também

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker