AngolaDestaquesEconomiaHabitaçãoRegiões

Chefe de Estado angolano trabalha no Huambo

O Presidente da República, João Lourenço, chegou na manhã desta sexta-feira à província do Huambo, para uma visita de trabalho de dois dias.

De acordo com a agenda de trabalho a que a ANGOP teve acesso, o Titular do Poder Executivo vai inaugurar a centralidade urbanística Halavala, no município do Bailundo, com três mil e cinco residências.

Designada Halavala, em alusão ao morro com o mesmo nome na localidade e à antiga designação da capital do Reino do Bailundo, a centralidade conta com residências da tipologia T3, sendo dois mil 602 apartamentos, 128 moradias térreas e 275 duplex.

A urbanização integra edifícios de quatro pisos, com oito apartamentos cada e moradias de um e dois pisos numa área aproximada de 100 metros quadrados.

Contempla equipamentos sociais como jardins-de-infância, escolas primárias e secundárias, instituto politécnico, centro de saúde, complexo desportivo e esquadra policial.

A agenda indica que, ainda hoje, o estadista angolano vai testemunhar a inauguração da subestação eléctrica de Belém, na periferia da cidade do Huambo, instalada para transformar e, também, fornecer energia de Laúca às províncias do Bié, Cuando Cubango, Cunene e Huíla.

Um dia antes da chegada do Presidente João Lourenço ao Huambo foram inauguradas a subestação eléctrica do Bailundo, que vai fornecer energia a um universo de cinco mil famílias, bem como as pontes sobre os rios Calopato e Congwe, que ligam a cidade do Huambo à praça da Quissala, vulgo mercado informal da Alemanha.

No sábado, pouco antes de regressar à capital do país, Luanda, João Lourenço, na qualidade de Presidente do MPLA, vai presidir a um acto político de massas, no âmbito da pré-campanha eleitoral em curso no país.

Angola irá a eleições gerais em Agosto próximo para eleger o Presidente da República e os deputados à Assembleia Nacional. (ANGOP)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker