ÁfricaCabo VerdeDestaquesEconomia

Cabo Verde prepara Zona Económica Especial para atrair investimento estrangeiro

A Zona Económica Especial do Fogo visa permitir à ilha a atracção de Investimento Direto Estrangeiro e alinhar-se com a dinâmica de crescimento e de desenvolvimento macronacional.

O Governo cabo-verdiano criou uma estrutura de missão para preparar a criação da Zona Económica Especial do Fogo (ZEEF), para potenciar a atracção de Investimento Directo Estrangeiro (IDE) para aquela ilha.

De acordo com a resolução do Conselho de Ministros de 04 de Fevereiro último, que institui a estrutura de missão para o efeito, esta terá a responsabilidade de “propor, para decisão do Governo, o projecto de decisão de criação da ZEEF e respectivo Plano Estratégico”.

O plano cobre designadamente, opções de financiamento, gestão e acesso, incluindo, na medida do possível, a tipologia, montante e restantes detalhes da participação do Estado, das câmaras municipais e dos privados, segundo a resolução, consultada pela agência Lusa.

A Estrutura de Missão dedicada à ZEEF vai integrar representantes de vários ministérios e das três câmaras municipais da ilha do Fogo e funcionará durante 120 dias, para preparar a decisão final.

De recordar que a Zona Económica Especial Marítima, na ilha de São Vicente, a primeira do género, foi criada por Cabo Verde em 2020 e a mesma prevê “incentivos especiais” do Estado para investimentos privados acima de 2,5 milhões de euros, entre outras medidas.

Para o Governo, a criação de uma Zona Económica Especial (ZEE) “para explorar as potencialidades do Fogo” pode permitir à ilha atrair Investimento Directo Estrangeiro e alinhar-se com a dinâmica de crescimento e desenvolvimento nacionais. (FORBES)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker