DestaquesEconomiaMoeda e BancosPortugal

Banco de Portugal. Recessão pode ir de 3,7% a 5,7% já este ano

No mercado de trabalho, projeta-se uma queda do emprego de 3,5% e uma subida da taxa de desemprego para 10,1% em 2020, isto no cenário base.

A economia portuguesa arrisca uma grave recessão este ano, que pode ir de uma quebra de 3,7%, num quadro moderado, a um colapso de 5,7%, num cenário mais adverso, projeta o Banco de Portugal, no novo boletim económico de março, divulgado esta quinta-feira. O desemprego vai regressar para valores acima claramente acima dos 10% ainda em 2020.

“As perspetivas para a economia portuguesa deterioraram-se abrupta e significativamente em resultado do impacto da pandemia Covid-19. A pandemia corresponde a um choque económico adverso com efeitos muito significativos e potencialmente prolongados no tempo em termos do bem-estar dos cidadãos e da atividade das empresas”, considera o banco central governado por Carlos Costa.

Os economista do Banco avisam que mesmo os dois cenários obtidos não estão garantidos por causa da total incerteza que ensombra os próximos meses. “A incerteza exacerbada e a complexidade que caracterizam este exercício de projeção implicam que não seja possível apresentar um cenário mais provável para a evolução da economia portuguesa”. Assim, o Banco de Portugal optou por elaborar dois cenários – um cenário base (menos desfavorável) e um cenário adverso (onde a pandemia tem efeitos mais devastadores). “As projeções procuram ter em consideração o potencial impacto das políticas adotadas pelas autoridades nacionais e europeias em face do choque.” (Dinheiro Vivo)

Por: Luís Reis Ribeiro

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ver também

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker