DesportoDestaquesInfraestruturasNáuticosOutras modalidades

Rukka Kayaks Angola apresenta em Luanda embarcação paralímpica

Foi na manhã de 3 de Novembro que o construtor de embarcações desportivas, Rukka Kayaks Angola lançou às águas da Baía de Luanda, as primeiras embarcações para o Desporto paralímpico num show colorido de estética e ambiente festivo.

Os atletas que se destacam nesta modalidade não cabiam em si de contentes, por terem à porta de casa, um meio para o exercício da actividade desportiva. Trata-se do Kayak Paralímpico, produzido integralmente em Luanda, pela construtora Rukka-Kayaks Angola.

O sonho de muitos atletas portadores de deficiência fica concretizado com esta obra concebida por jovens que acreditam no Desporto paralímpico e cabe agora às associações, federações e demais autoridades, todo o apoio e proteccionismo a esta actividade, que além de gerar empregos, vai proporcionar ao país a produção dos equipamentos desportivos, sem dispêndio de divisas.

Uma visão cosmopolita de Luanda, onde os desportos náuticos exercem papel preponderante (Foto: D.R.)

Com esta iniciativa da Rukka Kayaks Angola quebra-se o mito das importações de produtos manufacturados, que tem prejudicado imenso os produtores nacionais, que possuem know how, mas não são levados em conta nas opções de apoio à aquisição de matérias primas, nem tão pouco para assegurarem o funcionamento regular das suas infraestruturas fabris, e consequentemente da absorção da mão de obra nacional, residente nas malhas do desemprego.

Este projecto inovador da Rukka Kayaks Angola valoriza um sector desportivo, que possui atletas de ouro medalhados internacionalmente, que infelizmente vivem momentos de desprezo social total, em barracas de zinco na Ilha de Luanda, muito embora continuem a nutrir o amor à modalidade e a força anímica digna dos campeões que são. (Nováfrica)

 

 

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker