DestaquesFutebol

“Eu não irei”. Seleção feminina de futebol dos EUA mantém ‘braço-de-ferro’ com Trump

A capitã da seleção considera que a ida destas jogadoras à Casa Branca seria “uma oportunidade para a administração Trump exibir a seleção”, algo que a futebolista não quer.

Megan Rapinoe, capitã da seleção norte-americana de futebol feminino, que se sagrou campeã do mundo, colocou um ponto final sobre a possibilidade de ir à Casa Branca mostrar a taça de campeã mundial a Donald Trump.

Numa entrevista à CNN, Megan Rapinoe foi peremptória: “Eu não irei. E creio que a restante equipa com que falei explicitamente sobre isso também não”, referiu a ‘estrela’ das campeãs do mundo.

A capitã da seleção considera que a ida destas jogadoras à Casa Branca seria “uma oportunidade para a administração Trump exibir a seleção”, algo que a futebolista não quer. (Jornal Económico)

Por: José Carlos Lourinho

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close