Andebol

Eleições no Andebol: Simão e Vicente entregam listas na próxima semana

Simão Filho e Vicente Francisco entregam as listas de candidaturas à Comissão Eleitoral a 30 do corrente na sede do Comité Olímpico Angolano (COA), visando a participação a 18 de Julho, das eleições de renovação dos corpos gerentes da Associação Provincial de Andebol de Luanda (APAL) para o ciclo olímpico 2020-2024.

O calendário eleitoral estipula que a Comissão Eleitoral liderada por Domingos Pascoal, presidente da Federação Angolana de Esgrima, vai proceder à abertura das listas no dia da recepção. No dia 5 de Julho, às 18h00, são divulgadas as candidaturas elegíveis e no dia seguinte começa a campanha eleitoral.

Filho e Francisco encerram a caça ao voto a 16 de Julho e o dia a seguir está reservado para reflexão. A 18 de Julho, das 9h às 12h00, os associados elegem, na sede da APAL, o presidente do organismo reitor do andebol luandense.

Domingos Pascoal, Márcia Viana (secretária) e Alberto Caxinda (funcionário do COA), membros da Comissão Eleitoral, publicam os resultados das eleições a 20 de Julho.

ASA, Interclube, Ferroviário, 1º de Agosto, Desportivo Maculusso, Petro de Luanda, Visa, Progresso Sambizanga, Sporting de Luanda, Desportivo da Banca, Desportivo da Marinha, RSD Guelson, Mendonça Sport, Desportivo da Madeira e Ngombo Sport compõem a população votante.

Com excepção do ASA, 1º de Agosto, RSD Guelson e Mendonça Sport, as demais agremiações ainda não renovaram os mandatos. Os clubes, cujos pleitos eleitorais decorram após as eleições da Associação, ficam privados de exercer o direito de voto, segundo o regulamento. A última circular do Ministério da Juventude e Desportos (Minjud) determina que os clubes devem realizar as eleições até 30 do corrente.

Após quatro anos, Simão Filho pretende continuar a dirigir os destinos da instituição. Recentemente, em declarações ao Jornal de Angola, o candidato disse que o trabalho desenvolvido foi positivo e apontou a reestruturação em vários níveis como o ponto mais alto.

“Organizámos no capítulo desportivo e administrativo. Melhorámos também em termos competitivo. Em mo-mento algum reclamámos se havia ou não as condições para fazer a gestão, apesar da actual conjuntura económica do país. Estamos satisfeitos, razão pela qual, queremos continuar”, justificou.
Por sua vez, Vicente Francisco afirma estar pronto para ocupar o pedestal mais alto da APAL.

“Inicialmente, pretendia trabalhar no clube do Maculusso, mas fui aconselhado pelos representantes de alguns clubes a formar um grupo para presidir a Associação. Estamos a trabalhar com as antigas figuras da modalidade. Temos tudo preparado. Com o apoio do nosso jurista, no dia 30, vamos dar entrada da nossa lista de candidatura”, realçou.

Relativamente às metas traçadas, o concorrente foi categórico: “ainda é prematuro avançar as nossas linhas de força. Em tempo oportuno o faremos, ou seja, na fase de campanha”. (Jornal de Angola)

Por: Teresa Luís

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker