AndebolDesportoDestaques

Andebol: Debate radiofónico marca a campanha

O frente-a-frente previsto a partir das 15H00 de hoje, na rádio Luanda Antena Comercial (LAC), marca a campanha eleitoral de Zeca Venâncio (lista A) e José Júnior “Maninho” (lista B) na Federação Angolana de Andebol (FAAND) que decorre até 28 do corrente.

A intenção de impugnação da candidatura de Maninho e o “receio de ir a votos” por parte de Zeca Venâncio são assuntos de interesse.

Venâncio, vice-presidente cessante, faz aposta na sequência das políticas desportivas da Federação. Apresenta-se com um programa subordinado ao tema “Pelo andebol, juntos fazemos a diferença”.

“A minha candidatura visa proteger e dar continuidade às conquistas em África e aos excelentes resultados nos campeonatos mundiais e Jogos Olímpicos”, lê-se no programa de acção.

Entre os rostos no elenco de Zeca Venâncio está o antigo pivot da Selecção Nacional, Augusto Dinzeia Pedro “Gugu”, que vai ocupar-se de uma das vice-presidências.

O programa de acção de José Júnior “Maninho” subordina-se ao tema “Tudo pelo andebol”, concebido com o objectivo de “colocar o andebol angolano em patamares nunca antes atingidos”.

A visão de Maninho passa por “trabalhar no sentido de, num espaço de dois ou três ciclos olímpicos, chegar ao pódio mundial em feminino e criar condições para a obtenção do título continental masculino”.

A candidatura perspectiva uma competição interna mais equilibrada e mais representativa. Propõe a realização dos campeonatos nacionais em quatro concentrações ao invés de uma como ocorre actualmente. O objectivo, detalha o programa, “é que cada equipa realize um mínimo de 50 jogos por temporada”.

Hoje, pela manhã, a equipa de Maninho trabalha no Petro de Luanda. Durante o final de semana, trabalhou com as equipas do Sporting, Banca e Maculusso, todas da capital.

Zeca Venâncio “caça” votos em Cabinda

Incentivar a prática do andebol em todas as províncias do país é uma das principais prioridades do programa de acção para o ciclo olímpico 2020/2024 do candidato da lista A, Zeca Venâncio, que concorre ao cadeirão máximo da Federação Angolana da modalidade, que vai às eleições a 31 do corrente.

Em conferência de imprensa na cidade de Cabinda, garantiu que vai contar com o apoio e a parceria do Executivo angolano para a materialização das linhas de força do programa eleitoral.

“Somos parceiros do Governo e temos os nossos filiados com quem dialogamos. Quando vencermos as eleições, continuaremos a ajudar naquilo que for possível para que o crescimento do andebol no país seja um facto”, prometeu.

Sublinhou que “o desenvolvimento do andebol” em cada província do país depende de “clubes e de associações fortes”. Para se evitar o retrocesso dos níveis competitivos alcançados, promete “estabelecer parcerias com o Executivo na construção de quadras desportivas e incentivo da prática” da modalidade.

A estratégia de construção de infra-estruturas desportivas foi definida: “Os projectos sociais enquadrados no PIIM (Programa Integrado de Intervenção nos Municípios) devem inserir as quadras desportivas para a massificação do andebol de modo que os municípios saiam a ganhar”.

Referiu que o alargamento da base de patrocinadores para as selecções nacionais consta igualmente como prioridade durante o seu mandato.

“Nesse momento, temos dois patrocinadores e vamos precisar de mais um terceiro que estará ligado directamente à selecção sénior feminina para diminuir o desequilíbrio existente entre as classes masculina e feminina. Só alargando esta base, vamos equilibrar e conseguir dar outra dinâmica às selecções nacionais”, disse.

Reforçou que a outra prioridade do elenco é a inclusão dos clubes nas Assembleias Gerais da Federação, a revisão dos Estatutos da Federação e da mudança do modelo de disputa das competições, bem como o alargamento do número de equipas para dar maior competitividade às provas nacionais. (Jornal de Angola)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker