DestaquesFutebolPortugal

Vieira esconde fortuna em nome dos filhos. Conheça as suspeitas do Ministério Público

Empresário transferiu fundos para contas de Tiago e Sara, mas será o verdadeiro controlador das verbas.

O Ministério Público (MP) suspeita de que Luís Filipe Vieira terá escondido a sua fortuna pessoal em contas bancárias tituladas pelos filhos. Vieira terá transferido dinheiro para a esfera de Tiago e Sara Vieira, mas continuará a ser o verdadeiro controlador do destino dos fundos.

Quando fez o levantamento do património de Vieira, o Novo Banco, do qual Vieira é um dos maiores devedores, apenas encontrou três bens em nome do empresário: uma moradia, uma loja e uma casa para palheiro, ambos em Alverca, esta última que vendeu à Câmara de Vila Franca de Xira por cinco mil euros, em 2016.

O despacho do MP que determina a realização de buscas a Vieira levanta a ponta do véu sobre as operações que o empresário terá realizado para a esfera dos filhos. Os autos do processo indiciam, segundo o MP, que “Luís Filipe Vieira tem efetuado diversos movimentos de salvaguarda de património, nomeadamente colocando-o sob a alçada dos filhos Tiago Vieira e Sara Vieira, quer através da abertura de contas em nome destes, para as quais transfere fundos que são controlados por si, quer fazendo-os constar como administradores de sociedades da sua esfera, detentoras de património imobiliário e que têm gerado rendimentos com a comercialização de empreendimentos.”

Para colocar o seu património a salvo na esfera dos filhos, Vieira terá tido a colaboração de várias pessoas próximas. Uma delas terá sido António Folgado, ex-funcionário da Promovalor (empresa de Vieira), a quem o empresário terá confiado a guarda de documentos sensíveis e a movimentação de meios financeiros.

Tiago Vieira é um dos arguidos no processo: é suspeito de ter dado uma “colaboração essencial” aos esquemas de fraude do pai e Bruno Macedo, empresário do futebol. Sara Vieira não é arguida. (Correio da Manhã)

Por: António Sérgio Azenha

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker