Moçambique

Filipe Nyusi anuncia combate à corrupção

O Presidente moçambicano e da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), Filipe Jacinto Nyusi, elegeu ontem o combate à corrupção como o principal desafio do partido e do país.

“Temos de reforçar o combate sem tréguas à corrupção que corrói as instituições. Não pode existir qualquer dúvida: o combate à corrupção é o mais urgente e vital de todos os desafios”, referiu o presidente da Frelimo.

Filipe Nyusi falava no discurso de abertura do XI congresso da Frelimo em que defendeu que a luta deve começar no seio dos militantes para se alcançar “tolerância zero” para actos corruptos, “em qualquer posição ou qualquer circunstância”, dos órgãos locais aos centrais do partido e do Estado.

“Este congresso tem que afirmar que esses abusos não podem ficar impunes, não pode haver tolerância para ilegalidades”, sublinhou.

“A Frelimo não pode permitir que se fechem os olhos a estes abusos para que o nosso próprio prestígio não seja posto em causa”, acrescentou. A luta contra a corrupção é destacada numa altura em que Moçambique tenta resolver um dos maiores escândalos financeiros da sua história.

O país tenta descobrir para onde foram dois mil milhões de euros de dívida oculta contraída pelo Governo de Armando Guebuza entre 2013 e 2014, à revelia do parlamento e parceiros internacionais.

O rombo nas contas públicas e na credibilidade do Estado perante credores internacionais afundou o país numa crise de que ainda tenta sair.

A Procuradoria Geral da República recebeu uma auditoria que aponta para o facto de as empresas estatais que contraíram a dívida terem servido de fachada para receberem empréstimos, entre outras ilegalidades, indiciando diversas pessoas e entidades, mas sem revelar nomes nem qualquer diligência subsequente.

O XI congresso da Frelimo junta cerca de 4.000 pessoas oriundas das 11 províncias de Moçambique e antecede as eleições autárquicas de 10 de Outubro do próximo ano, bem como as gerais de 2019, ainda sem data marcada. (Jornal de Angola)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker