AngolaCoronavírus-Covid19DestaquesMúsica

Televisões embarcam na onda dos “lives”. (Vídeo Live com os Kiezos)

Os “lives”, que começaram por ser espontâneos, transformaram-se em concertos bem produzidos e as estações de televisão renderam-se aos mesmos, com algumas empresas a entrarem na jogada. Na edição do Jornal de Angola do dia 10 de Maio, na reportagem “Artistas adoptam novo conceito de espectáculos”, ouvimos alguns agentes que levantaram questões em relação aos “lives”, nomeadamente, quanto à sua sustentabilidade e rentabilidade. Felizmente, hoje o quadro é outro. Uma onda de solidariedade, geralmente a coberto do anonimato, se levantou e através dos “lives” tem garantido milhares de cestas básicas que chegam aos mais necessitados

As marcas associaram-se à iniciativa do portal Platina Line e a TPA, a nossa televisão pública, aderiu, cedendo o seu espaço de antena, em mais uma demonstração de que tem capacidade para fazer grandes produções e coberturas. As emissoras privadas TV Zimbo e Zap Viva também acabaram por aderir à onda que, sendo solidária com os mais carenciados, ao mesmo tempo proporciona trabalho aos artistas.

Nesta edição vamos fazer uma retrospectiva dos mais recentes, apreciados e emotivos “lives”,que fizeram muitos angolanos “intramuros” e além-fronteiras obedecerem ao comando“Fica em Casa” (ou “Fique em Casa”).Patrícia Faria, Euclides da Lomba,

Landrick, Nagrelha e Ary são alguns dos nomes que estiveram em destaque. A estes junta-se as emissões radiofónicas dedicadas ao Dia de África e o concerto da Banda Maravilha.

O talento de Patrícia Faria e de Euclides da Lomba estiveram em alta na TPA. Um grande momento, que mexeu com todos,aconteceu quando Euclides da Lomba emocionou-se, chorou e não terminou de interpretar o sucesso “Regressa”.

O concerto começou com a “show-woman” Patrícia Faria a agitar as salas, cozinhas e quintais dos telespectadores. Depois, Euclides da Lomba segurou.

VIDEO LIVE COM OS KIEZOS – SHOW DO MÊS – NOVA ENERGIA – YOU TUBE 2020

Patrícia Faria, com três álbuns no mercado – “Caxexe”, “Eme Kya” e “Baza Baza” – teve a preocupação de apresentar os cartõesde-visita “Candonga”, “Ushua”, “Kamaka”, “Tás Aonde”, dentre outros, sem esquecer os sucessos “Caroço quente”, “Triste amargura”, “Zanga Kalunga”, “Éme kia” “Papa wa jimbidila” e “Cama e mesa” (Pacheco), que conquistaram os amantes do semba e da kizomba.

Já Euclides da Lomba apostou nos seus temas onde o romantismo tem uma forte pitada de erotismo, sucessos que fazem parte da trilha sonora de muitos angolanos. O arranque foi com “Amigo confidente”, e, partilhando o momento com Patrícia Faria,“Recado do semba” não tinha como falhar.

O convite às passadas surgiu com “Parrandeira”, “Livre serás”, “Casos de amor e ternura”, “Angústia fatal”,“Tchucha” e outras músicas deste caymañero, que podem ser exploradas nas obras discográficas“Livre serás”, “Desejo malandro”, “Recado num semba”, “Três sucessos em um” e “O país que venero”.

(Foto: D.R.)

Este foi o quarto “live”solidário dos dois gigantes da música angolana, dos mais premiados e apreciados, e que, desta forma, contribuíram para mitigar o sofrimento de muitas famílias, com a ajuda dos telespectadores e dos internautas que fizeram ofertas para a compra de cestas básicas.

Passaram por esta campanha de solidariedade, abraçada pela TPA, Matias Damásio, que abriu o projecto, e Yola Semedo. Puto Português e Edmazia Mayembe partilharam o mesmo “live”. Já com outro formato, hoje, Walter Ananaz e Heavy C levarão aos telespectadores e internautas a sua arte, no âmbito do projecto solidário abraçado pela TPA. (Jornal de Angola)

Por: Analtino Santos

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker