África

O líder da oposição do Zimbabwe, Tendai Biti, acusado de incitar a violência, concedeu fiança

O político de oposição Tendai Biti, que estava tentando fugir para a Zâmbia, foi negado asilo no país vizinho, forçando-o a retornar a Harare, onde ele enfrenta acusações de incitar a violência que resultou em seis civis mortos e vários feridos. 

Biti apareceu diante de um magistrado de Harare, que parecia cansado depois de uma longa noite passada na fronteira entre Zimbabwe e Zâmbia e viajando de volta a Harare. A atmosfera na corte estava tensa em meio a especulações sobre se o líder da oposição seria libertado ou colocado sob custódia.

Diplomatas americanos e da União Européia, tanto no Zimbabwe quanto na Zâmbia, intervieram na noite de quarta-feira para tentar impedir que Biti e seus colegas fossem deportados.

Biti, que está sendo acusada de incitar a violência e sua declaração de resultados presidenciais, foi liberada com uma fiança de US $ 5.000 paga ao funcionário do tribunal.Além disso, suas condições de fiança incluíam entregar seu passaporte e os títulos de propriedade de uma de suas propriedades, e ele deve se apresentar à polícia duas vezes por dia, entre as 6:00 e as 9:00 e as 15:00 e 18:00.

Um de seus advogados, Denford Halimani, disse após a audiência no tribunal:

“ Biti concedeu fiança por consentimento; alguns dos termos incluem não interferir com as testemunhas, residir no endereço indicado e não abordar qualquer manifestação política ou conferência de imprensa enquanto se aguarda a determinação ou finalização deste assunto. ”

As Nações Unidas expressaram preocupação com a questão de o líder da oposição ser incapaz de buscar refúgio na Zâmbia e ter sido forçado a retornar ao Zimbabwe.

“A repulsão, ou o retorno forçado de refugiados e requerentes de asilo ao seu país de origem, é uma grave violação do direito internacional dos refugiados”, disse a ONU.

Halimani explicou que as acusações de Biti dizem respeito à violação da seção 66 do ato eleitoral do país relacionada à declaração de resultados não oficiais.

O caso de Biti será retomado na sexta-feira no mesmo tribunal. (MSN)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close