ÁfricaDestaquesSaúde

No Zimbabwe: Homem atira-se ao rio para escapar de elefante… e perde um braço e uma perna em ataque de crocodilo

Um cidadão zimbabweano conseguiu fugir de um elefante ao lançar-se para o rio... e acabou por perder um braço e uma perna num ataque cruel de crocodilo. Winders Sianene, 34, estava em viagem na semana passada e ao passar por um local de pesca perto de Mlibizi - uma vila a oeste do Zimbabwe - encontrou o primeiro dos dois animais.

  • Winders Sianene, 34, caminhava para um local de pesca perto de Mlibizi, Zimbabwe
  • Um elefante o atacou, e ele decide mergulhar para um rio próximo para escapar
  • A sua situação só piorou quando foi atacado por um crocodilo na água
  • Depois de uma luta épica, conseguiu escapar-se -, mas perdeu um braço e uma perna 

Relatos locais dizem que o elefante atacou Sianene, que percebeu que seu único meio de escapar de ser pisoteado até a morte era pular no rio.

Winders Sianene (foto), 34, estava viajando para um local de pesca perto de Mlibizi – uma vila no oeste do Zimbábue – em 28 de setembro, quando encontrou o primeiro dos dois animais. O elefante o atacou, então ele pulou na água – apenas para ser atacado por um crocodilo

Agindo rapidamente, ele pulou na água e tentou nadar para longe do enorme animal. Mas foi então que ele encontrou outro inimigo mortal.

Enquanto ele estava colocando distância entre ele e o elefante, os relatórios disseram que ele sentiu uma dor repentina e aguda na perna.

Contando a história, Sianene disse que percebeu que estava sendo atacado por um crocodilo e, ao tentar escapar das garras de suas mandíbulas, ele também mordeu sua mão e braço.

Apesar de sua terrível situação, o jogador de 34 anos não desistiu. Ele disse que enfiou a mão na boca do crocodilo até a língua, forçando-o a engasgar.

Ele então começou a gritar por socorro, com os moradores ouvindo seus gritos. As pessoas foram capazes de vir em seu socorro, abrindo a boca do crocodilo, fazendo-o nadar para longe.

O irmão de Sianene, Fanikiso Mkombwe, disse que seu irmão foi levado ao hospital após a provação e, embora sua vida tenha sido salva, ele teve o braço e a perna amputados.

Após uma luta épica, Winders Sianene (foto) conseguiu escapar do crocodilo. Mas enquanto ele sobreviveu ao ataque, sua perna e braço esquerdos foram amputados

 

Após uma luta épica, Winders Sianene (foto) conseguiu escapar do crocodilo. Mas enquanto ele sobreviveu ao ataque, a sua perna e braço esquerdos foram amputados

“Winders estava a caminho do rio Mlibizi quando surgiu um elefante vindo em sua direcção”, disse Mkombwe ao jornal  Sunday News do Zimbabwe .

“Foi então que decidiu correr e atirar-se ao rio tentando fugir do elefante. Infelizmente, foi atacado por um crocodilo logo a seguir.

“Ele ia pescar no rio Mlibizi. Ao escapar-se da morte, foi internado no Hospital Mpilo enquanto a sua perna e o braço foram amputados”, acrescentou Mkombwe.

O próprio Winders disse à mídia local após sua provação que sentiu uma dor súbita e aguda na perna esquerda depois de entrar na água. Ele disse que olhou para trás e viu o crocodilo, que então tentou arrancar a sua mão esquerda.

Ele contou como escapou do grande réptil, dizendo à mídia local: “Eu subi no crocodilo e segurei firmemente a sua cabeça enquanto enfiava minha mão direita na sua grande boca.

“Eu sabia que tinha que viver a qualquer custo, então me encarreguei de manter o meu autodomínio intacto. Os crocodilos têm uma língua pequena, então eles não querem que nada a toque, pois isso os machuca.

‘O crocodilo começou a acalmar-se, quando eu enfiei minha mão na sua boca.’

Fora da frigideira… e do fogo: Winders Sianene atirou-se ao rio, fugindo de um elefante, sendo a seguir i atacado por um crocodilo

Winders explicou como as pessoas que ouviram os seus gritos e entraram no rio abrindo a seguir a boca do réptil com um tronco. Ele disse à mídia local: “A dor que senti foi muito forte, mas me concentrei em estar vivo.

“Agora acredito que Deus trabalha de maneira misteriosa, porque as pessoas raramente sobrevivem quando se deparam com esses dois animais.”

O porta-voz da Autoridade de Gestão de Parques e Vida Selvagem do Zimbabwe, Tinashe Farawo, disse à mídia local: “É um incidente lamentável que um aldeão de Binga tenha ficado incapacitado após ser atacado por um crocodilo.

“Estamos incentivando as pessoas a ficarem longe de corpos d’água e tratá-los com cautela. As pessoas devem desistir de pescar nesses corpos d’água, pois podem estar infestados de crocodilos.’

O poeta de louvor zimbabuense Obert Dube, depois de saber do calvário de Winders, doou uma cadeira de rodas ao homem recém-deficiente. (Daily Mail)

Tags
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker