ÁfricaDestaquesSaúdeServiços

Cabo Verde reforça testes ao coronavírus com mais dois laboratórios

Primeiro laboratório entrou em funcionamento a 15 de março. Até essa data todas as amostras eram enviadas para análise em Portugal.

O Governo cabo-verdiano está a preparar a instalação de um segundo laboratório de testes à covid-19 na cidade da Praia e outro na ilha do Sal, indica um relatório sobre as medidas adotadas durante o estado de emergência.

De acordo com o documento, entregue ao parlamento, o Estado de Cabo Verde investiu mais de 5,7 milhões de escudos (52 mil euros) desde março, em pleno período de estado de emergência (que vigorou, por ilhas, de 29 de março a 29 de maio) na instalação do novo Laboratório de Virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), no Hospital Dr Agostinho Neto, na Praia, para realizar os testes moleculares, por PCR (Polymerase Chain Reaction), à covid-19.

Este primeiro laboratório entrou em funcionamento a 15 de março, sendo que até essa data todas as amostras eram enviadas para análise em Portugal, no Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, procedimento que custou, em termos logísticos, com o transporte das amostras biológicas, 45.289 escudos (410 euros).

Entretanto, desde 05 de junho que funciona na ilha de São Vicente um segundo laboratório do INSP, para servir o norte do arquipélago, processo que envolveu a aquisição de dois equipamentos de PCR por quase 9,5 milhões de escudos (86 mil euros).

“Com perspetivas de abertura de mais um laboratório na cidade da Praia e na ilha do Sal”, lê-se no documento.

Atualmente, os dois laboratórios do INSP já em funcionamento processam mais de 100 amostras por dia e está prevista a “aquisição de 1.000 testes e de uma câmara de segurança para o reforço do laboratório de virologia”, com instalação prevista para o final de junho.

O diretor nacional de Saúde de Cabo Verde, Artur Correia, anunciou esta semana que o país já realizou mais de 21 mil testes, entre diagnostico de covid-19 (PCR) e de anticorpos (para detetar contactos e imunidade criada à doença. Acrescentou na mesma altura que alguns privados já estão a fazer testes rápidos e avançou que brevemente a Universidade Pública de Cabo Verde (Uni-CV) vai passar a realizar testes PCR, para apoiar a resposta das autoridades de saúde.

Cabo Verde regista um acumulado de 781 casos de covid-19 desde 19 de março. Destes, sete acabaram por morrer, mas 354 foram considerados recuperados.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 438 mil mortos e infetou mais de oito milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. (CM)

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Ver também

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker